in ,

Sistema defensivo do São Paulo é um trunfo para a temporada

Volante Luan, ao lado do zagueiro Miranda. (Foto: Divulgação)

Com média de 0,56 gols sofridos por jogo, o sistema defensivo do Tricolor, composto de três zagueiros, é uma “grande” arma para a sequência da temporada

O São Paulo estreou no Campeonato Brasileiro neste sábado, contra o Fluminense, no Morumbi, e ficou no 0 a 0. Com um sistema defensivo consolidado e que mostrou virtudes no título do Paulistão e na classificação às oitavas de final da Libertadores, o técnico Hernán Crespo sabe que esse estilo de jogo tem muita história no Morumbi.

A linha de três zagueiros foi bem aceita pelo elenco, que se adaptou rapidamente ao sistema depois de alguns anos atuando com a linha de quatro defensores.

Em 23 jogos na temporada – 16 no Paulistão, seis na Libertadores e um no Brasileirão – foram 13 gols sofridos. A média de 0,56 gol tomado por jogo é um exemplo de como a zaga tem sido um dos pontos fortes do São Paulo comandado pelo argentino.

Crespo tem aproveitamento superior a 80% no Morumbi
Volpi chega a sete cobranças de pênalti seguida sem levar gol

Nesse período, Crespo testou diversos jogadores na posição. O início do trabalho foi com Arboleda, Bruno Alves e Léo, porém, com a chegada de Miranda, a briga pela vaga esquentou e quem ficou “de fora”, foi Bruno Alves.

Com mais uma bola fora de Arboleda, Bruno Laves anhará algumas chances para mostrar a Crespo, que pode ficar com a vaga do equatoriano, que perdeu a estreia do time no Brasileirão, e também ficará de fora da estreia na Copa do Brasil.

Arboleda foi pego em uma festa clandestina na madrugada da última sexta-feira. Logo depois, atraves de uma rede social, o defesor se desculpou. O clube emitiu uma nota oficial falando da punição e o afastamento do atleta.

Léo, se firmou na zaga, pelo lado esquerdo e Arboleda é “ou era”, o titular pelo lado direito.

Jogo após jogo, o “antigo” lateral-esquerdo passou a agradar a Hernán Crespo pela sua saída de bola com qualidade e a força física. Atualmente, ele é o zagueiro que mais entrou em campo na temporada.

A linha de três zagueiros foi uma das marcas do último título do Campeonato Brasileiro conquistado pelo Tricolor. No tricampeonato (2006, 2007 e 2008), o ex-técnico Muricy Ramalho montava suas equipes nessa formação.

No atual São Paulo, o sistema tem dado mais liberdade aos laterais, que muitas vezes aparecem como alas, apoiando os atacantes e meias.

VALE LEMBRAR QUE dos 23 jogos disputados até aqui, não sofremos gols em 14.

Veja o número de jogos dos zagueiros do São Paulo na temporada:

  • Léo – 18 partidas
  • Arboleda – 16 partidas
  • Bruno Alves – 15 partidas
  • Miranda – 11 partidas
  • Rodrigo Freitas – 7 partidas
  • Diego Costa – 6 partidas

Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara