in ,

Diniz fala sobre situações de Walce, Rojas e Carneiro

Com a interrupção do futebol devido à pandemia do coronavírus, Fernando Diniz tem tempo para pensar em casos de jogadores que vivem situações complicadas no São Paulo

Em entrevista à Rádio Globo, o técnico são-paulino comentou a situação de Walce e Joao Rojas, ambos se recuperando de lesões graves, e Gonzalo Carneiro, que está voltando da suspensão por dopping.

“Ficamos muito tristes com o que aconteceu com o Walce porque ele é um jogador muito promissor, um grande talento que o São Paulo tem. Eu tenho muita abertura com ele, mas é um cara que tem a cabeça muito especial. Ele está sabendo enfrentar muito bem esse problema. Ele vai se recuperar no momento certo e voltar mais forte”, disse o técnico.

O caso de Rojas é mais complexo, já que o equatoriano sofreu uma ruptura do tendão patelar direito em outubro de 2018 e não entra em campo desde então. Em agosto do ano passado, quando o atacante apresentava uma evolução na recuperação e já corria no gramado do CT da Barra Funda, voltou a sofrer uma lesão no joelho direito, dessa vez uma ruptura do tendão quadricipital. 

Infelizmente, não pude contar com o Rojas em nenhum momento, não sabemos quando vamos poder contar com ele. É um jogador que eu não tive muitas oportunidades de conversar, não só pela língua, mas porque ele esteve algum tempo afastado do CT, fazia cirurgia e voltava. Mas ele é um cara que está sempre lá se dedicando. Tinha muita expectativa em cima dele porque fez grandes jogos pelo São Paulo. Tomara que a gente consiga contar com ele nesta temporada”, declarou Diniz.

Por fim, o treinador voltou a falar sobre Carneiro, que teve sua suspensão por doping reduzida e, portanto, está liberado para retornar ao elenco do São Paulo. No início do mês, Diniz já havia demonstrado interesse em ajudá-lo e reintegrá-lo. Agora, reiterou o posicionamento de solidariedade ao atacante uruguaio.

“Eu ainda não conversei com o Carneiro, mas eu estou muito feliz pelo retorno dele e eu vou fazer de tudo para ele se encontrar no São Paulo, porque, pelo que eu sei, é um jogador que veio muito bem referendado, mas que não conseguiu achar o seu melhor ainda. Então, vou fazer de tudo para que ele possa se sentir seguro e desenvolver aquilo que não conseguiu desenvolver antes do problema”, completou.

Fonte: ESPN
Foto: Érico Leonan e Rubens Chiri/SPFC e Djalma Vassão/Gazeta Press

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara