Tricolor irá tomar medidas contra a Penalty

Ontem a Penalty fez uma divulgação da nova camisa que Ceni irá –ou iria- usar e também informou o goleiro são-paulino daria uma entrevista coletiva falando sobre sua aposentadoria, o que foi desmentido pela cúpula tricolor e pelo próprio jogador.

Com isso, a diretoria do clube irá tomar algumas medidas contra a empresa de forma a puni-los pelo transtorno ocorrido hora antes da partida contra o Atlético Nacional pela semifinal da Copa Sul-Americana.

“O São Paulo vai tomar a devida providência do que aconteceu, mas não sei adiantar qual será. Eu e a diretoria vamos nos reunir nesta sexta-feira, até porque hoje é feriado, para discutir o que vai ser feito”, disse Leonardo Serafim dos Anjos, diretor-jurídico do Tricolor.

Leia também:
+ Veja o erro da Penalty

+ Muricy diz que vai com time misto contra o Santos

Dos Anjos não quis adiantar se o contrato com a empresa será rescindido, o contrato entre as duas partes vai até o final de 2015.

“Acho muito prematuro dizer qualquer coisa a respeito. Não quero antecipar pela imprensa qualquer medida jurídica o que podemos vir a tomar”.

Nos últimos meses, São Paulo e Penalty passam por um relacionamento conturbado, tanto que o clube do Morumbi já recebeu propostas de outras empresas (Puma e Under Armour) dispostas a patrocinar o time no lugar da concorrente.

Segundo o clube, o evento anunciado pela Penalty deveria ser apenas o lançamento de uma camisa comemorativa ao fim da carreira do goleiro, ou pelo menos por tanto tempo no clube.

Ao saber do ocorrido, Ceni se mostrou inconformado e após a partida falou sobre o assunto.

O convite enviado pela Penalty aos jornalistas foi desmentido pelo São Paulo logo em seguida, por meio de nota oficial, na tarde de quarta-feira. O clube alegou nunca foi consultado sobre o assunto e que a decisão sobre o futuro do atleta cabe unicamente a ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *