Trapalhada nos ingressos foi justificada por diretor

Diretor de Comunicação se explicou pelos graves problemas ocorridos

Além do preço exorbitante nos ingressos para a partida contra o Danubio-URU, chegando a custar R$ 120,00 uma entrada para arquibancada, o público de pouco mais de 16 mil pessoas no jogo contra os uruguaios tem muito a ver com os diversos problemas na transição dos serviços de fornecimento dos bilhetes.

Com a saída da Total Acesso e a chegada da Smartmove, diversas medidas tiveram que ser tomadas, segundo falou para o Globoesporte o Diretor de Comunicação do Clube, Douglas Schwartzmann. Douglas ainda incumbiu o tempo curto entre o acerto do acordo e o início dos jogos oficiais na temporada como um dos responsáveis pelo transtorno:

“Erramos, é preciso admitir isso. Eu assumo a responsabilidade em nome do São Paulo. Acho que o nosso principal erro na questão foi demorar a oficializar tudo com a Smartmove. As conversas vinham ocorrendo desde o ano passado, mas só fechamos tudo no dia 20 de janeiro. E, como o Paulista começava em fevereiro, ficou tudo em cima da hora.”

O dirigente frisou também o fato de terem sido importadas novas catracas eletrônicas, sendo apenas esse modelo compatíveis com o novo sistema de ingressos implantado. A justificativa pelos problemas sobre a venda na internet foi justificada com a necessidade de inserir os dados de quem participa do Sócio-Torcedor nos arquivos do novo mecanismo.

A previsão dada pelo diretor é de que no máximo em um mês a situação esteja normalizada.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *