in ,

São Paulo torna parte de acusação contra torcida que atacou ônibus

Se não fosse a película antivandalismo, ataque no ônibus poderia ter sido muito mais grave - Foto: Divulgação

O São Paulo entra na justiça contra seus próprios torcedores que promoveram uma violenta emboscada antes do jogo contra o Coritiba

Em uma medida inédita na história do futebol brasileiro, o juiz  José Fernando Steinberg, do Anexo de Defesa do Torcedor do Tribunal de Justiça do Estado, acatou o pedido do São Paulo e transformou o clube em acusação na ação penal.

Este pedido foi protocolado na terça-feira (23) e torna o próprio São Paulo um clube acusador em uma MP instaurada contra seus próprios torcedores, os quais fizeram a emboscada antes do jogo contra o Coritiba no Morumbi.

A decisão, publicada nesta terça-feira (23), foi em relação à um pedido protocolado no dia 11 de fevereiro. Com isso, pela primeira vez, o São Paulo demonstra uma reposta dura contra a violência executada por membros a torcida organizada.

São Paulo leva vantagem em confrontos contra o Flamengo 
Muricy fala sobre reforços

Na ocasião, 15 torcedores foram processados por causa do ataque ao ônibus com pedras e pedaços de madeira. O Esquadrão de Bombas do Gate também foi chamado para desarmar bombas que haviam sido instaladas nos arredores do Morumbi.

O São Paulo também pediu que a justiça revogasse uma decisão judicial que decretou a liberdade dos cinco torcedores que foram presos em flagrantes, mas estes seguirão soltos, assim como os outros nove liberados no mesmo dia.

Fonte: Fabrício Carvalho/ Bola Vip
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara