Inglês abre o jogo e acusa Leco de mentir

Em conversa franca com Alexandre Praetzel, do Esporte Interativo, o ex-assistente de Ceni questão de esclarecer suas insatisfações.

 

“Minha frustração foi que tivemos muitas mudanças de jogadores. Foi muito difícil construir uma equipe. Eles (diretoria) tomaram decisões que eu não pensei que eram boas para a equipe e não permitiam um planejamento de longo prazo. Então eu pedi para sair. O São Paulo tem bons jogadores, mas não uma equipe, porque o elenco muda com muita frequência”.

E não acaba por aí. O presidente Leco havia dito em coletiva que os atletas não tinham motivo pra desacreditarem do projeto do clube, mas Michael Beale conta que a realidade não era essa e que, no dia-a-dia o ambiente entre os atletas era outro.

“No último mês, eu vi grandes jogadores frustrados com a saída de jogadores do elenco. Isso é natural e aconteceria em qualquer equipe”.
“Eu acho que o maior erro é não dar clareza ao plano do clube. Para dar aos fãs a honestidade na direção do clube, tanto financeiramente quanto em campo. Ele (Leco) perdeu uma grande oportunidade com Rogério para mudar a direção”.

Vale lembrar que o Leco covardemente tirou o dele da reta e culpou Ceni, ao afirmar que “foi dada à comissão técnica todas as condições para fazer o trabalho”, o que, sabemos é uma grande mentira e assim também pensa o ex-auxiliar.

“Em 34 jogos (antes de sair), vendemos 180 milhões em jogadores. Tivemos muitas mudanças no elenco e também trouxemos 7 jogadores da base para jogar pela primeira vez na equipe principal. Então, acho que julgar o Rogério por esses 34 jogos com tanta instabilidade não é correto”.

“Suas palavras sobre dar ao treinador ‘todas as condições para trabalhar’ são falsas com base em fatos”, finalizou.

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *