in ,

Carlos Belmonte fala sobre a dívida que São Paulo tem com Daniel Alves

São Paulo usa imagem de Daniel Alves para atrair patrocínio (Foto: Conmebol)

Ao todo, São Paulo deve em torno de R$ 10 milhões a Daniel Alves por valores pendentes de 2020

Inicialmente, o São Paulo tenta quitar uma parte dessa dívida antiga numa negociação e pensa em alongar o débito previsto para 2021 por mais tempo. Renovar e estender o contrato do atleta, que termina no fim de 2022, para diluir os valores pendentes é uma possibilidade na mesa.

Diante da dívida, uma parte do dinheiro da venda de Brenner ao FC Cincinnati, dos Estados Unidos, também pode ser usada para abater os valores.

Em entrevista ao Globoesporte.com, o diretor de futebol do Tricolor comentou sobre a questão financeira a a dívida do clube com Daniel Alves. 

“O que ele recebeu até agora do São Paulo é menos do que um jogador mediano. Isso precisa ficar claro, senão daqui a pouco sai aqui e ali que o Daniel é mercenário. Muito pelo contrário. O que ele recebeu do contrato até agora é menos do que recebem jogadores que não têm nem perto do destaque dele. E basta acompanhar para ver o quanto o Daniel se entrega. A gente tem que buscar o entendimento. Não será fácil, mas acho que é possível e que todo mundo está buscando esse entendimento”, falou. 

LEIA MAIS
Luis Fabiano recebe alta do hospital após se recuperar da Covid-19
Tempo de contrato dos jogadores do São Paulo
Entenda como funciona o crédito que o São Paulo deu ao Vasco

Belmonte elogiou a postura de Daniel Alves e disse que a soma dos valores recebidos de fato pelo jogador até agora no São Paulo em salários e direitos de imagem está longe da de um atleta do seu nível.

“O que ele recebeu até agora do São Paulo é menos do que um jogador mediano. Isso precisa ficar claro, senão daqui a pouco sai aqui e ali que o Daniel é mercenário. Muito pelo contrário. O que ele recebeu do contrato até agora é menos do que recebem jogadores que não têm nem perto do destaque dele. E basta acompanhar para ver o quanto o Daniel se entrega. A gente tem que buscar o entendimento. Não será fácil, mas acho que é possível e que todo mundo está buscando esse entendimento”, falou. 

Belmonte evitou falar em renegociação de valores, mas sim no formato de pagamento a Daniel Alves. O dirigente ressaltou que o São Paulo precisa contar com a anuência do meia para ter um acordo.

“Tivemos uma conversa com Daniel Alves. Ele tem desejo de continuar no São Paulo, a gente deseja que ele continue aqui, e é tentar ajustar da melhor forma possível esses pagamentos. Se não for possível, aí a gente conversa num outro formado. Mas, nesse momento, sinto desejo de o Daniel continuar aqui. Ele se empenha muito no dia a dia. A gente vai acabar, em algum momento, ajustando, para que fique bom para as duas partes”, finalizou. 

Foto: Conmebol
Fonte: Globoesporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu