in , ,

17 mudanças nas regras do futebol ao longo do tempo

Ao longo do tempo, muitas regras do futebol foram inseridas e modificadas; a International Football Association Board (IFAB) é o órgão que regulamenta as regras do futebol

A IFAB tem como integrantes as quatro primeiras federações de futebol criadas: as da Inglaterra, Escócia, País de Gales e Irlanda do Norte, além da Fifa, que só foi fundada em 1904.


Confira as principais mudanças ao longo do tempo:

A regra do impedimento

1866 – A regra do impedimento foi criada neste ano, quando os passes para frente foram legalizados, mas desde que três adversários estivessem entre quem fosse receber a bola e o gol. Houve ainda outra novidade: pegar a bola com as mãos no ar passou a ser proibido.

O surgimento do goleiro

1871 – Apenas um jogador de cada time passa a poder tocar a bola com as mãos: o goleiro, que não existia até então. No ano seguinte, uma mudança: goleiros só podem tocar na bola em seu campo. Há, ainda, o surgimento dos escanteios.

Árbitros em ação

1874 – Os árbitros, um em cada campo, passam a existir. Antes, eram os capitães dos times que tomavam as decisões necessárias. No mesmo ano, os times passam a trocar de campo após o intervalo – o que ocorria a cada gol.

Pênaltis são criados

1891 – Os pênaltis passam a ser cobrados em qualquer posição do campo, desde que a 12 jardas do gol. Um novo árbitro foi introduzido no mesmo ano.

Acréscimos

1892 – O tempo extra surgiu após um goleiro colocar para fora a bola após a marcação de um pênalti. Quando ela foi devolvida, o tempo da partida já tinha acabado.

Laterais ganham regra

1895 – As cobranças dos laterais passam a ser dos oponentes da equipe que tocou por último na bola. Antes, era do time que pegasse a bola primeiro.

Menos espaço para os goleiros

1912 – As ações dos goleiros ficam limitadas à sua própria área. Eles passam a vestir roupas diferentes dos companheiros de time.

Gol de escanteio é permitido

1924 – Gols de escanteio passam a ser permitidos. O primeiro foi marcado pela Argentina contra o Uruguai, atual campeão olímpico. E, como consequência, o gol fica batizado como “olímpico”.

Mudança na regra do impedimento

1925 – A regra do impedimento é alterada. Passam a ser dois jogadores entre o receptor do passe e o gol, ao invés de três.

Substituições

1958 – Uma substituição é permitida, desde que por lesão. Só em 1970 que os técnicos puderam fazer duas trocas – e por qualquer motivo.

Olha o cartão!

1970 – A Copa do Mundo de 70 ficou marcada pelo surgimento dos cartões amarelo e vermelho – que só foi acionado no Mundial seguinte.

O responsável foi o britânico Keen Aston, chefe de arbitragem da Copa do México. Ele se inspirou nos sinais dos semáforos.

Antes, as advertências e expulsões eram feitas de forma verbal. No mesmo ano, os pênaltis passam a decidir jogos eliminatórios que estavam empatados.

Não pode mais recuar com os pés

1992- Passa a ser proibido o recuo intencional de toda e qualquer bola com os pés para os goleiros, a fim de deixar o jogo mais justo.

O gol de ouro

1993 – Uma das regras mais controversas garantia o fim imediato do jogo que estava na prorrogação caso a primeira equipe marcasse. A Euro de 2000 foi, por exemplo, decidida assim, quando Trezeguet fez o gol do título francês contra a Itália. Tal regra foi abolida em 2004.

Três substituições

1995 – Os técnicos ganham mais uma troca.

Tecnologia na linha do gol

2012 – O uso de um microchip na bola passou a ser utilizado nas competições organizadas pela Fifa em 2012, encerrando a polêmica sobre a bola ter entrado ou não no gol.

A Copa do Mundo de 2014 foi a primeira com a tecnologia.

Árbitro de vídeo

2016 – A A International Football Association Board (IFAB) aprovou o uso do árbitro de vídeo em junho de 2016. A estreia ocorreu em agosto do mesmo ano.

A A-League, da Austrália, foi a primeira liga profissional a utilizar o tradicional VAR, que debutou em Copas do Mundo na edição de 2018.

A Série A do Brasileirão passou a contar com a ferramenta apenas no ano passado. Já a Copa do Brasil teve o VAR pela primeira vez a partir das quartas de final da edição de 2018.

A quarta substituição

2018 – A Copa do Mundo da Rússia foi a primeira em que a quarta substituição foi introduzida. Ela só pode ser feita na prorrogação.

Fonte: onefootball
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara