in

São Paulo pouco cria e fica no empate

Em partida “de dar sono”, Rio Claro e São Paulo sequer movimentaram o marcador

Quem compareceu ao Estádio Augusto Schmidt e esperava uma partida empolgante entre Rio Claro e São Paulo com certeza saiu bastante frustrado. Sem demonstrarem muita para não dizer nenhuma criatividade, o conservador time rioclarense e a pouca inspiração são-paulina resultaram em um sonífero 0 a 0.

A primeira etapa teve nos seus 48 minutos de duração o tricolor tendo quase que totalmente a posse da bola, porém faltavam jogadas mais agudas, que assustassem realmente o goleiro Richard.

O lance mais claro para que o Soberano abrisse o placar saiu dos pés de Michel Bastos que, após chapelar o goleiro, ficou livre para marcar, mas o juíz Flávio Rodrigues de Souza assinalou erroneamente o impedimento.

No início do segundo tempo, os donos da casa tentaram impôr mais velocidade ao confronto, mas a pontaria estava longe de estar em dia. Quando não chutava longe do gol, o Galo Azul finalizava fraco, sem criar dificuldades para Rogério Ceni.

Após os primeiros 15 minutos, o ão Paulo voltou a ser senhor da bola, mas apenas na posse dela. Muricy tentou dar ânimo novo a equipe com as entradas de Boschilia, Cafu e Ewandro nos lugares de Centurión, Pato e Michel Bastos, mas nada surtiu efeito.

Sendo assim, a partida caminhou até o seu termino sem muita emoção e também sem que nenhuma das torcidas comemorasse um gol na cidade do interior paulista.

 

O que achou?