in ,

Veja quem são os 17 jogadores mais utilizados por Cuca e considerados “titulares”

O técnico ressalta que tem um elenco forte e que “não precisar ser de 11 (titulares). Pode ser de 15, 16, 17 jogadores que você esteja sempre utilizando”

O duelo contra o Fluminense, no último sábado, foi o 17º de Cuca à frente do São Paulo e o primeiro em que ele usou a mesma escalação da partida anterior. Isso quer dizer que o técnico encontrou seus 11 titulares? Não exatamente. 

“Esse conjunto que queremos não precisar ser de 11. Pode ser de 15, 16, 17 jogadores que você esteja sempre utilizando”disse ele. 

Embora os titulares tenham sido exatamente os mesmos nas partidas contra Chapecoense e Fluminense, os jogadores que saíram do banco foram fundamentais nas vitórias por 4 a 0 e 2 a 1, respectivamente. Everton e Toró, que entraram nas duas ocasiões, inclusive são candidatos a iniciarem jogando contra o Santos, dia 10 de agosto, no Morumbi.

Veja abaixo, posição por posição, quem são os atletas que Cuca mais utilizou. 

GOLEIRO

Volpi é o mais absoluto dos titulares até agora: foi titular nas 17 partidas de Cuca à frente do São Paulo. Jean, Lucas Perri e Júnior ainda não receberam oportunidades do treinador.

ZAGUEIROS

Bruno Alves, assim como Volpi, foi titular nas 17 partidas de Cuca à frente do São Paulo e pode ser considerado titular absoluto. Seu companheiro de zaga é Arboleda, escalado nas dez ocasiões em que esteve disponível (sofreu com lesões e foi para a seleção equatoriana). 

LATERAIS

A lateral esquerda tem dono: Reinaldo foi titular em 16 dos 17 jogos de Cuca. Só ficou fora da partida de ida contra o Bahia, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, para ser poupado. 

A disputa na lateral direita é maior. A vaga no momento é de Igor Vinícius, titular nos últimos dois jogos e em outros sete, além de ter saído do banco uma vez. 

VOLANTES

Homem de confiança de Cuca, Tchê Tchê foi titular em todas as 13 partidas em que esteve à disposição do treinador no São Paulo. Ficou fora só uma vez desde que estreou, para cumprir suspensão. Seu companheiro tem sido o jovem Luan, titular nas últimas seis partidas e em outras quatro, além de ter saído do banco uma vez.

Hudson foi escalado como volante em sete ocasiões (e em sete jogou na lateral). Logo terá a companhia de Liziero, que esteve à disposição de Cuca quatro vezes e foi titular em todas – ele se recupera de lesão no tornozelo direito e deve voltar a trabalhar com o grupo nesta semana. 

MEIAS

Hernanes foi utilizado por Cuca 14 vezes, sendo sete como titular. É o dono da posição no momento, embora encontre dificuldades para engrenar. Seu reserva imediato é Igor Gomes, acionado 13 vezes pelo treinador, mas apenas cinco como titular (a última contra o Bahia, no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil).

Nas últimas duas partidas, Cuca utilizou Everton mais centralizado. O camisa 22, que também pode atuar aberto pelo lado esquerdo, soma 14 partidas com o treinador, sendo 11 como titular. No momento, ele tenta recuperar uma vaga entre os 11. Vitor Bueno, que iniciou três partidas e saiu do banco em quatro, também pode atuar por dentro.

ATACANTES

O centroavante titular no momento é Raniel, que estreou no intervalo do jogo contra o Palmeiras e começou jogando contra Chapecoense e Fluminense. Pablo, utilizado por Cuca apenas uma vez, na clássico contra o Palmeiras, no qual se lesionou. Quando retornar, vai esquentar a briga pela posição de 9.

Pelo lado direito do ataque, praticamente não há disputa: Antony foi utilizado nas 13 vezes em que esteve à disposição de Cuca, só uma saindo do banco (poupado, começou no banco na ida contra o Bahia pela Copa do Brasil). Só não jogou mais vezes por ter ido para o Torneio de Toulon com a Seleção Sub-20. 

Na ponta esquerda, quem tem jogado é Pato. Depois de quebrar um galho como centroavante, posição em que não se sente confortável, o camisa 7 tem sido escalado em sua função preferida. Até o momento, jogou as 13 partidas em que esteve disponível, sendo 12 como titular.

A concorrência, no entanto, é grande. Toró tem entrado (bem) por ali e agrada a Cuca, técnico responsável por sua estreia como profissional: são 13 jogos, sendo nove como titular. Everton também pode ser opção para essa vaga.

Foto: Rubens Chiri / saopaulofc.net
Fonte: LANCE!

O que achou?

Escrito por Natália Milreu