São Paulo fecha com primeiro parceiro para ajudar a pagar Dani Alves

Nesta segunda-feira, o São Paulo fechou um acordo com o DAZN, para Daniel Alves ser o embaixador da empresa de streaming no Brasil

Segundo o UOL Esporte, o São Paulo vai fechar a sua primeira parceria para ajudar a pagar os custos de Daniel Alves. Nos próximos dias deve ser anunciado oficialmente o acordo com a DAZN para que o clube receba cerca de R$ 5 milhões por três anos. O badalado lateral direito vai ser uma espécie de embaixador da empresa de streaming no Brasil durante o período em que defender o Tricolor paulista. 

O contrato só depende de detalhes burocráticos para ser sacramentado. Para o São Paulo fechar tal parceria, o executivo de futebol, Raí, e o gerente, Alexandre Pássaro, contaram com a ajuda de um colegiado de profissionais de marketing, que também deu suporte na hora de apresentar o projeto para convencer Daniel Alves a atuar no clube do Morumbi. 

Contratado em agosto, o jogador recebeu salário de R$ 500 mil neste ano, que foi integralmente arcado pelo clube. A partir de julho de 2020, Daniel Alves receberá um complemento de renda via direitos de imagem. No entanto, São Paulo não precisou desembolsar valor pela transferência de Daniel Alves, que já estava sem contrato após defender o Paris Saint-Germain. 

O São Paulo passou a responsabilidade de buscar os parceiros para arcar com os custos do jogador para os dirigentes do setor (Raí, executivo de futebol, e Alexandre Pássaro, gerente da pasta) — tirando as obrigações exclusivamente do marketing.

A cobrança por parceiros para ajudar a pagar os salários de Daniel Alves é uma das principais cobranças do Conselho de Administração tricolor. 

Foto: saopaulofc.net
Fonte: UOL Esporte