in ,

Postura de Carneiro foi importante para redução da pena por doping

Atacante teve comportamento exemplar durante suspensão por doping e por isso o Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem decidiu pela redução da suspensão

Em março do ano passado, Carneiro foi pego no doping por uso de cocaína e foi diagnosticado com depressão. A sua pena foi uma suspensão de dois anos imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem (TJD-AD). 

Os empresários do jogador de 24 anos o levaram para uma clínica de reabilitação em Porto Alegre, em novembro do ano passado. Lá, o atacante passou cerca de 45 dias em tratamento e teve avanços. 

No final de dezembro, Carneiro retornou à capital do Uruguai, Montevidéu, onde iniciou trabalhos para não perder a forma física. A vontade do jogador de retornar era grande e havia arrependimento pelo incidente.

Com contrato suspenso pelo São Paulo, sem receber salário e impedido de treinar em federações ou qualquer outro clube, a saída encontrada foi usar as dependências de um sindicato de atletas sem contrato do Uruguai.

Carneiro até teve uma foto vazada nas redes sociais onde aparece correndo com outros atletas no sindicato com a camisa do São Paulo.

A atitude de se recuperar em uma clínica de reabilitação e estar disposto a treinar foi visto com bons olhos pelo Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem. A defesa de Carneiro, liderada pelo advogado Bichara Neto, utilizou isso na audiência da última terça-feira via vídeo-conferência.

Com contrato ainda suspenso com o São Paulo, Carneiro não tem data para ser reintegrado ao elenco. A diminuição da pena será enviada para a CBF, e o Tricolor é quem definirá como e quando o jogador poderá retornar.

Inicialmente, o atacante deve treinar separado, e será avaliado pela comissão técnica se irá se juntar ao grupo ou não. 

Foto: Rubens Chiri- saopaulofc.net
Fonte: Globoesporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu