in ,

Fernando Diniz sobre Pablo: “Estava merecendo”

O técnico Fernando Diniz, analisou a vitória do São Paulo por 2 a 1 sobre o Santos de virada, neste sábado, no Morumbi. Na opinião do treinador, o time foi mais intenso no segundo tempo. Ele também comentou a substituição no intervalo de Bruno Alves por Pablo, autor dos dois gols.

“Contra o Santo Andre (a substituição) também deu certo. Só não ganhou o jogo (derrota por 2 a 1), mas teve volume grande e finalizações. A gente treina e isso aumenta a chance de dar certo. Não sei se foi o grande motivo para virar o jogo. Mais do que precisando o Pablo estava merecendo (os gols). O time mudou de postura. Foi mais intenso. Claro que a expulsão facilitou, mas a intensidade foi determinante e parecida com a de quarta-feira”, disse Fernando Diniz.

O clássico contra o Santos foi disputado com portões fechados no Morumbi, por causa da pandemia do novo coronavírus. Fernando Diniz sentiu falta da torcida do São Paulo.

“Super estranho. No futebol que praticamos de alto rendimento o torcedor é um dos grande protagonistas junto com os jogadores. Sem torcedor sempre faz falta. Ainda mais a do São Paulo do jeito que está, se encaixando com o time e criando uma conexão, uma sinergia grande. Na quarta (na vitória por 3 a 0 sobre a LDU) foram um jogador a mais desde o inicio. O jogador se sente contagiado. Fica mais fácil. Nesse momento é especialmente ruim essa parada, porque a conexão com a torcida está positiva”, afirmou o treinador.

Fernando Diniz também disse que o São Paulo poderia ter jogado mais pelos lados para aproveitar os espaços no clássico. O Tricolor ficou com um jogador a mais no fim do primeiro tempo, quando Jobson, do Santos, foi expulso após fazer falta duríssima em Daniel Alves.

Com a vitória, o São Paulo chegou aos 18 pontos. O time lidera o Grupo C do Paulistão. O próximo jogo, deverá ser no domingo que vem, contra o Botafogo, no Morumbi.

Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

O que achou?

Escrito por Natália Milreu