in ,

Diniz vê outro jogo e fala em não “desmerecer” o empate

Fernando Diniz. Staff Images / CONMEBOL

Treinador do Tricolor assiste outro jogo e em entrevista coletiva fala que a equipe “corre”,  se “entregou” em campo e ” teve mais chances de vencer”

Após o péssimo empate com o River Plate, no Morumbi, São Paulo soma quatro pontos em três jogos pela Libertadores e está em terceiro lugar no grupo D, fora da classificação para a próxima fase até o momento. 

Em entrevista coletiva, o treinador Fernando Diniz comenta que achou que a equipe foi bem durante os 90 minutos, se entregou e correu em campo e até poderia ter saído com um resultado melhor. 

O time correu, se entregou. Podíamos ter jogado melhor, vencido o jogo, mas não faltou luta. Faltou calma nas chances que tivemos e não vacilar como vacilamos nos gols do River. Não jogamos contra qualquer time, acho que tivemos mais chances de vencer”, falou. 

E completou: “O jogo foi equilibrado porque o time do River é muito bom, cascudo. Mas tivemos muito mais interesse em ganhar do que eles. Tentaram a todo momento retardar o jogo, talvez pela falta de ritmo, talvez não. É difícil jogar contra o River, sabem jogar a competição.”

Diniz também falou sobre a demora – de sempre – em mexer na equipe. Para o treinador, o São Paulo vinha bem, e não tinha porque fazer substituições mais cedo. 

Achei que o time estava bem, mais perto de ganhar do que o River, e a gente não faz substituição só por fazer. Achei que se fizesse antes não ia ter o efeito que gostaria. Então, tive um pouco mais de paciência e fiz no momento que achei adequado”, disse. 

Questionado sobre o empate, em casa, com um time que briga por uma vaga diretamente para a próxima fase da Libertadores, Diniz comentou que não vê o empate como um resultado desastroso. 

Não podemos desmerecer o empate. Não temos que ficar contente, mas não achar que se deu só porque o River está há seis meses sem jogar. Vai ter o jogo da volta. Precisamos ganhar jogo, fazer uma grande partida em Quito, fazer nosso melhor para conseguirmos avançar”, comentou. 

E finalizou: “É só você ponderar, se preferia estar há seis meses sem jogar – mas faz cinco semanas que estão treinando – de ter um time que joga junto há mais de três anos, qual o efeito da falta do ritmo de jogo e do entrosamento de tantas conquistas e de entrosamento.”

LEIA MAIS:

+ Libertadores | São Paulo x River Plate
+ Notas dos jogadores | São Paulo 2×2 River Plate

Foto: Staff Images / CONMEBOL

O que achou?

Escrito por Natália Milreu