in ,

Diniz não quer trabalhar com elenco cheio em 2020

O treinador explicou que por dar muito treino tático, um elenco grande acaba dificultando o fato de ter de dar atenção para todo mundo

Fernando Diniz não quer trabalhar com um elenco inchado em 2020. Atualmente, o grupo para a pré-temporada no CT de Cotia tem 29 jogadores, sem contar o trio convocado para a seleção brasileira olímpica: Antony, Walce e Igor Gomes.

Em acordo com a diretoria, o treinador preferiu não aproveitar a maioria dos jogadores do São Paulo que voltam de empréstimo (Tréllez, Araruna, Jonathan Gómez, Léo Natel e Paulinho Boia). Apenas Brenner e Shaylon foram reintegrados pelo treinador.

“No futebol tudo pode acontecer. Não gosto de trabalhar com elenco muito inchado. A gente acaba preservando jogadores. Dou muito treino tático e um elenco muito grande acaba dificultando o fato de ter de dar atenção para todo mundo. Vamos ver como se acomoda isso”, disse o treinador. 

O planejamento é buscar negócios para os outros atletas, como por exemplo o empréstimo encaminhado de Everton Felipe ao Cruzeiro (o time mineiro também avalia Tréllez e Jonatan Gómez).

O clube precisa diminuir gastos com folha salarial, e o técnico entende a situação financeira complicada – o Tricolor fechou 2019 com déficit de R$ 180 milhões.

Na parte técnica, Fernando Diniz não gosta de ter de cortar jogadores importantes das listas de relacionados. Sua ideia para 2020 é ter um time bem jovem e veloz.

Fonte: Globoesporte.com
Foto: Erico Leonan – saopaulofc.net

O que achou?

Escrito por Natália Milreu