in , ,

Ceni vai se tornar o técnico com mais jogos no São Paulo desde Muricy, em 2015

Treinador chegou a 73 partidas na atual passagem e está a 1 de Fernando Diniz

Rogério Ceni está prestes a se tornar o técnico com mais jogos à frente do São Paulo numa única passagem desde 2015, quando atual coordenador de futebol, Muricy Ramalho, deixou o cargo pela última vez.

Contratado em outubro para substituir Hernán Crespo, Ceni tem 71 partidas desde então. Acima dele, estão Fernando Diniz, de 2019 A 2021, com 74 jogos, além de Muricy, que de 2013 a 2015 esteve no banco em 109 confrontos.

Nesse período, 11 treinadores assumiram o time de forma efetiva – entre eles, o próprio Rogério, em 2017, com 37 partidas. Antecessor de Ceni na atual passagem, Crespo é o quarto com mais partidas, 53.

Nos últimos sete anos, o São Paulo se notabilizou pelas trocas constantes de treinador. Há casos como o de Doriva, em 2015, que em meio a uma crise política na diretoria do clube, comandou o time por apenas sete partidas.

Desde que retornou ao Morumbi, Ceni só ficou fora de um jogo, suspenso. Contra o Santos, na quarta rodada do Brasileiro, o auxiliar Charles Hembert esteve no banco na vitória por 2 a 1.

Nos 74 jogos da atual passagem, Ceni tem 33 vitórias, 21 empates e 20 derrotas, com 53% de aproveitamento.

Técnicos do São Paulo após Muricy

TécnicoNúmero de jogosAproveitamento
Juan Carlos Osório (2015)2651,3%
Doriva (2015)733,3%
Edgardo Bauza (2016)4844,4%
Ricardo Gomes (2016)1842,6%
Rogério Ceni (2017)3749,5%
Dorival Júnior (2017)4051,7%
Diego Aguirre (2018)4355,8%
André Jardine (2018-2019)1230,6%
Cuca (2019)2644,7%
Fernando Diniz (2019-2021)7455%
Hernán Crespo (2021)5357,23%
Rogério Ceni (2021-2022)7453%
Fonte: São Paulo FC

Ele conquistou menos pontos do que Muricy (59,9%), Crespo (57,2%) e Diego Aguirre (55,8%), até agora, mas tem números melhores do que os de Diniz (55%) e os de sua primeira passagem, quando foi demitido com 49,5% de aproveitamento.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara