Ceni elogia dedicação dos atletas e diz: “Vitória deles”

Com três zagueiros e com muita vontade em campo, São Paulo manteve o tabu contra a SEP no Morumbi e ganha mais um gás para a temporada

Em entrevista após o clássico, em casa, no último sábado, o técnico Rogério Ceni elogiou a dedicação de seus jogadores. Com uma superioridade tática, o time conseguiu vencer o adversário por 2 x 0 e subiu para a terceira colocação do Brasileirão com seis pontos.

“A vitória é dos atletas, não minha. Eles fizeram tudo o que foi pedido. Enfrentar o Palmeiras atualmente e sair vitorioso é algo relevante para todos. Temos que reconhecer que do outro lado pode existir um elenco mais forte até mentalmente. Por isso, é preciso se moldar ao adversário. Mas, volto a dizer, se não fosse a dedicação dos atletas, não teria parte tática que fizesse diferença”, parabenizou o Mito.

Ceni também falou sobre como a vitória foi importante para a sequência de seu trabalho no comando do Tricolor.

“Temos de encarar o Brasileiro como se fossem 38 finais. Sempre falo que o mais difícil é se manter no grupo da frente, junto com Palmeiras, Santos, Atlético-MG e Flamengo, que são equipes que investiram muito ou mantiveram o trabalho do ano passado. O Grêmio joga amanhã, tem jogo difícil. Quem tem quatro pontos, ficará apenas um na nossa frente. Temos chances de fazer uma boa campanha e conto com alguns reforços”, disse o treinador.

LEIA MAIS:

+ BARREIRA TRICOLOR!

+ Jucilei cita mundiais do São Paulo e fala que pênalti roubado não entra

E ressaltou o esquema tático que utilizou para essa partida, que foi fundamental para levar o time para a vitória.

“Eu só trabalhei nessa semana de acordo com o que fiz na pré-temporada, onde usei o 3-4-2-1 ou 3-4-3. Você monta de acordo com o que você imagina da equipe adversária. Eles tinham um leque de opções. Quando cheguei no estádio, pensei que eles poderiam colocar o Jean no meio. Isso encaixou com o nosso time. Tinha certeza que o Felipe Melo não jogaria como terceiro zagueiro, foi uma reação ao que montamos. Conseguimos igualar na parte tática. Soubemos nos defender com pressão média, pressão baixa. Trabalhamos atrás da linha da bola e tivemos contra-ataque”, finalizou Ceni.

Foto: Bruno Ulivieri/Folhapress

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *