CBF rebate fala de Doria sobre começo do Brasileirão

Em nota oficial, a CBF rebateu as declarações do governador de São Paulo

O governador João Doria que disse que os clubes do Estado não podem começar a disputa do Brasileiro antes do término do Paulistão. 

Em nota, a CBF rebateu as declarações do governador e assegurou que: “Os clubes de São Paulo disputantes do Campeonato Brasileiro da Série A reafirmaram sua posição em contato com a CBF, nesta segunda-feira, 6”

A competição nacional tem início previsto para o dia 9 de agosto, e a CBF reafirmou ter o apoio dos clubes paulistas para que isso aconteça.

As equipes paulistas que disputam o Brasileirão já tinham concordado com a data de retorno em reunião no fim de junho, inclusive aceitando transferir mandos de campo se suas cidades não estiverem liberadas para receber jogos.

Não há data definida para a volta da disputa estadual. Ela foi paralisada quando faltavam duas rodadas para o término da primeira fase. Para chegar ao fim, são necessárias seis datas: as duas da primeira fase, uma para as quartas de final, uma para as semifinais e duas para as finais.

Veja a íntegra da nota oficial da CBF:

“A respeito da declaração do Governador de São Paulo, João Doria, em coletiva nesta segunda-feira, 6, sobre o Campeonato Brasileiro, a CBF afirma que:

1 – Os clubes de São Paulo aprovaram, em reunião no dia 25 de junho, com a presença dos 40 clubes das Séries A e B, as datas de 9 de agosto para o início da Série A do Campeonato Brasileiro e 8 de agosto para início da Série B.

2 – Para preservar estas datas, os clubes concordaram em jogar fora de seus domínios, transferindo o seu mando de campo para outra cidade ou estado caso o seu local de jogo não esteja liberado nas datas de início das competições. Essa decisão foi tomada em votação que contou com o apoio de 19 clubes da Série A, incluindo todos os de São Paulo.

3 – Os clubes de São Paulo disputantes do Campeonato Brasileiro da Série A reafirmaram sua posição em contato com a CBF, nesta segunda-feira, 6. A CBF e a Federação Paulista de Futebol (FPF) estão em permanente sintonia em relação aos temas de interesse do futebol brasileiro.”

Foto: Governo de São Paulo
Fonte: Globoesporte.com