in ,

Funcionário que agrediu torcedor em aeroporto deixa o São Paulo

O funcionário do São Paulo que agrediu covardemente um torcedor no fim do mês de maio no aeroporto de Congonhas deixou o clube 

No fim do mês de maio, um funcionário agrediu o único torcedor que estava no aeroporto apenas gritando para os jogadores “honrarem a camisa”, e “darem o sangue em campo”. 

Com a confusão e a revolta dos torcedores com a atitute do funcionário do clube, o profissional havia sido afastado pelo São Paulo.

O profissional fazia parte do setor administrativo, departamento do CT da Barra Funda, e deixou o clube na reestruturação promovida nos bastidores.

Na parada para a Copa América, o São Paulo passará por mudanças nos bastidores. Cuca comentou sobre o assunto após o empate com o Atlético-MG, na última quinta-feira. 

“Isso é mais coisa interna. O São Paulo como um todo é muito grande, gigante, e vai fazer algumas mudanças que lhe cabem. Não só no campo, como fora também. São coisas naturais que as vezes tem de se renovar. Acontece em todos os clubes”, falou. 

Apesar de sofrer forte pressão, o diretor-executivo de futebol Raí não teve sua saída pedida por conselheiros aliados ao presidente Leco, em reunião na última sexta-feira (7). Mas os grupos políticos da situação o apoiam para fazer as mudanças que forem vistas como necessárias no CT da Barra Funda.

Foto: Reprodução
Fonte: Globoesporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu