in

Ganso admite jogo ruim no Mineirão e lamenta falta de gols no Morumbi

Meia reconhece postura defensiva na derrota por 1 a 0, seguida de eliminação nos pênaltis para o Cruzeiro, e vê vitória magra no jogo de ida das oitavas como “culpada”

Paulo Henrique Ganso admitiu a postura excessivamente defensiva do São Paulo na derrota por 1 a 0 para o Cruzeiro, nesta quarta-feira à noite, no Mineirão, pelas oitavas de final da Taça Libertadores. Após o revés durante os 90 minutos, o Tricolor caiu nos pênaltis: 4 a 3 a favor da Raposa. Ceni, Ganso e Centurión converteram, mas Souza, Luis Fabiano e Lucão perderam. O goleiro do time do Morumbi também defendeu as cobranças de Leandro Damião e Manoel.

– Não fizemos uma boa partida e mesmo assim conseguimos levar para os pênaltis. Não fomos competentes como estávamos sendo nos outros jogos. Ficamos muito atrás, acho que só tivemos um chute ao gol. Não agredimos o adversário. Quando se finaliza uma vez não há como ganhar a partida. No vestiário o clima foi de tristeza. Não houve cobrança. Todos estavam chateados, de cabeça baixa. O silêncio prevaleceu – disse o meia.

+ Luis Fabiano discute com torcedores no aeroporto

+ Breno pode deixar o São Paulo sem ter jogado

+ Aidar diz que vai em busca de reforços 

Na última quarta-feira, no Morumbi, o Tricolor abriu vantagem com vitória por 1 a 0, após gol de Centurión. O time dominou o jogo e teve atuação convincente, mas não conseguiu aumentar o placar com as chances criadas.

– Não dá para avaliar o meu desempenho. Vocês (jornalistas) podem. Eu quero ajudar o time. Uma pena que hoje não foi possível – afirmou.

Saiba aqui como foi a partida de eliminação do Tricolor

Ganso, por fim, lamentou não poder levar Rogério Ceni e o São Paulo adiante na competição. Após a derrota nos pênaltis, o goleiro mostrou muito abatimento. Nas cobranças, Ceni converteu e pegou as penalidades de Damião e Manoel, mas viu Souza, Luis Fabiano e Lucão pararem em Fábio, do Cruzeiro.

Eliminado da Libertadores, o São Paulo volta a campo no domingo, contra a Ponte Preta, às 18h30, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, pela segunda rodada do Brasileirão.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara