O zagueiro Rodrigo Caio estava sem clima no início do ano devido ao episódio do “fair play” e atuações ruins, mas voltou a jogar bem

Olá amigos tricolores!

Em abril deste ano o clima para Rodrigo Caio no São Paulo não era nada bom. No dia 16 de abril, durante a semifinal do Paulistão contra o time sem cor de Itaquera, o zagueiro foi honesto e confessou ao árbitro Luiz Flavio de Oliveira que tinha pisado sem querer no goleiro são-paulino Renan Ribeiro. O problema é que o juiz tinha se confundido e achado que o pisão havia sido feito por Jô, que estava na disputa da bola. Luiz Flávio chegou a dar cartão amarelo para o atacante do rival, que seria o terceiro e o deixaria fora do jogo decisivo na casa do adversário.

Com a atitude de “fair play” de Rodrigo Caio, o cartão amarelo foi anulado, Jô atuou normalmente na segunda partida no dia 23 e para aumentar ainda mais a fúria dos que foram contra o beque tricolor, ainda marcou um gol. O São Paulo acabou eliminado. Foram dois jogos em que os principais nomes do time não jogaram bem e muita gente culpou exclusivamente Rodrigo Caio. Não vamos reacender a polêmica. Cada um com a sua opinião e bola pra frente.

Mas o fato é que veio o Brasileirão e a coisa não melhorou em nada para o atleta do Tricolor que vem sendo constantemente convocado para a seleção brasileira. Pelo contrário. A campanha péssima, com várias rodadas na zona de rebaixamento, alguns erros bizarros e entrevistas que sempre continham as mesmas respostas, piorou ainda mais a relação do atleta com os torcedores.

Eu mesmo fui um dos que mais criticaram o jogador. Sou daqueles que acreditam que Rodrigo Caio seja um bom volante e um zagueiro comum. Mas a partir do jogo contra o Sport, no Morumbi, a vitória sofrida por 1 a 0 com direito a milagres do goleiro Sidão no finalzinho, tudo mudou.

A entrada de Edimar na lateral esquerda, que se não é um primor tecnicamente, mas pelo menos marca mais e dá menos espaço que Junior Tavares, a volta de Jucilei ao time titular, os bons resultados em sequência e claro, a volta da confiança, a fase positiva da equipe ajudaram Rodrigo Caio, que também se mostrou mais concentrado e jogando mais simples, a recuperar o bom futebol e diminuir, ou praticamente acabar com as críticas.

Ainda faltam três pontos para a meta (dos 47 pontos) estabelecida pelos jogadores do São Paulo para a fuga por completo do rebaixamento. E claro, restam longas cinco rodadas, que podem confirmar os merecidos elogios ou fazer as críticas voltarem. Mas o fato é que hoje, Rodrigo Caio deu a volta por cima e merece todos os aplausos.

FOTO: Divulgação

Twitter: @RafaCedrall

Leave your vote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.