in ,

Vice-presidente é suspeito de vazar informações internas do clube

Uma apuração da diretoria do São Paulo registrada em cartório indica que o vice-presidente Roberto Natel seria o suposto responsável por vazar informações internas do clube a “Edward Lorenz”, codinome do hacker que chantageou conselheiros e dirigentes por e-mails e pedia pagamento de R$ 1 milhão.

O São Paulo contratou uma perícia para verificar se a rede interna havia sido invadida ou não. Ao comprovar que isso não ocorreu, o clube usou um documento do orçamento de 2020 como uma espécie de isca para buscar a fonte dos vazamentos.

Para isso, adulterou palavras, colocou erros de acentuação e fez marcações específicas em diferentes versões desse mesmo documento, registrou tudo em cartório e enviou para dirigentes e conselheiros.

A versão enviada a Roberto Natel tinha propositalmente um erro na palavra “prêmio”, escrita sem acento da seguinte maneira: “Premios Camp. Paulista”, conforme mostra documento publicado pelo “UOL” (veja abaixo). O e-mail enviado pelo hacker tinha o documento do orçamento de 2020 com esse mesmo erro de acentuação.

Foto: UOL Esporte

Natel, porém, nega ter vazado documentos, diz desconfiar que sua rede interna pode ter sido invadida e afirma que vai contratar um advogado.

“Estão fabricando as coisas. Por que vou precisar passar algo a hacker? Se tiver de falar digo na frente do Leco, no Conselho. Tenho tranquilidade absoluta. De maneira alguma. Não sou disso. Nunca precisei disso. Vou contratar um advogado e ver para verificar, porque é uma acusação muito grave. Vai ter que mostrar como foi feito. Estou tranquilo. Fico contente porque estou incomodando os incompetentes”, disse o vice-presidente. 

E completou: “Tenho certeza que a minha rede pode ter sido invadida. Amigos meus particulares, esposa e filhos receberam nos e-mails deles coisas do hacker relacionados ao São Paulo. Só posso deduzir que alguém entrou no meu e-mail. Estão tentando me incriminar. O que estão querendo fazer: me expulsar. Não vão me calar. Não aceito o que está acontecendo com o clube. Estão querendo mexer com meu nome”, afirmou o vice-presidente.

O São Paulo informou que não vai se manifestar sobre o assunto.

Foto: Divulgação
Fonte: Globoesporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu