Vendas De Atletas Reduz a Dívida Tricolor

0

Em reunião do Conselho de Administração do clube, diretoria informa a redução da dívida tricolor; que a agora registra cerca de R$ 90 milhões em débitos

Com parte da quantia recebida com as negociações de atletas, o Tricolor conseguiu reduzir a sua dívida.

Segundo o apurado pelo portal UOL Esportes, o clube teria apresentado aos conselheiros, na semana passada, a redução dos débitos do clube em relação a 2016, onde o time fechou o ano com R$ 142 milhões apagar, e atualmente o valor registrado gira em torno dos R$ 90 milhões.

Na quantia apresenta, não está incluso o fluxo de caixa, isto poderia diminuir ainda mais o valor a ser pago atualmente.

Os dirigentes são paulinos também apresentaram que para 2017, a previsão de superávit é de cerca de R$ 14 milhões, aumento considerável em relação a 2016 que foi apenas de R$ 1 milhão.

As negociações deste ano (Lyanco, Luiz Araújo, David Neres, Lyanco, Galván, Maicon e Thiago Mendes) movimentaram cerca de R$ 181 milhões; só que parte desse dinheiro foi diluída entre empresários, outros clubes que tinham porcentagens ou novas contratações. E nem sempre essa verba é depositada no momento da venda do jogador, alguns casos o parcelamento atravessa temporadas. No caso de Luiz Araújo, o Lille pagou 10,5 milhões de euros; oito milhões ficou no Morumbi – que utilizou para quitar a dívida que tinha com o Atlético-MG por conta da negociação de Pratto – e o restante ficou com o Mirassol – que era o formador do atleta.

Conselho de Administração

Contando com a presença da maioria dos conselheiros, consta na ata da reunião que a intenção, da mesma, era de “tomar conhecimento das finanças e negociações do futebol e demais assuntos de interesse geral”.

Na conversa foram abordadas: a demissão de Rogério Ceni e a venda de jogadores. Sobre Rogério, Vinicius Pinotti explicou que vai discutir com o ex-técnico o pagamento da multa, assim que ele voltar de uma viagem; sobre a venda de jogadores, o nome que mais causou reclamações foi o de Luiz Araújo, o diretor explicou que alto valor oferecido – por um atleta sem passagens pela seleção – foi irrecusável e a vontade do atleta de jogar na Europa pesaram na decisão de negociá-lo.

Foto: Divulgação

Leave your vote

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Forgot password?

Enter your account data and we will send you a link to reset your password.

Your password reset link appears to be invalid or expired.

Log in

Privacy Policy

Add to Collection

No Collections

Here you'll find all collections you've created before.