Todos os jogos do São Paulo na Era Leco

Desde que Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco assumiu o Tricolor, nosso desempenho fora de campo foi horrível, e dentro das quatro linhas, pior ainda

Em 280 jogos que o Tricolor fez durante a atual presidência, o time venceu 113 partidas, empatou 88 e perdeu 85.

Dentre essas derrotas, temos eliminações na Copa Sul-Americana para os pequenos Colón e Defensa y Justicia, da Argentina. Temos duas eliminações seguidas para o Corinthians no Paulistão. Eliminação vexatória para o Audax, também no Paulistão, quebra de tabu negativo, ao perder para o Palmeiras em casa depois de 15 anos, goleada para rival, eliminações para clubes de menor expressão na Copa do Brasil e a pior de todas, a eliminação na primeira fase da Libertadores, para o Talleres-ARG, sem marcar um gol sequer.

Veja abaixo em detalhes como vem sendo o mandato de Leco:

2015: 8 jogos (5 vitórias, 2 empates, 1 derrota) – (17 gols marcados e 15 gols sofridos) – 75% aproveitamento
Todos os jogos do Campeonato Brasileiro. (Aqui temos a derrota de 6×1 contra o Corinthians)


2016: 71 jogos* (27 vitórias, 18 empates, 26 derrotas) – (86 gols marcados e 71 gols sofridos) – 46% aproveitamento
Jogos: 16 Paulistão, 14 Libertadores, 38 Brasileirão, 2 Copa do Brasil e 1 amistoso*
*Amistoso: Cerro Porteño 0x1 São Paulo
– Neste ano perdemos de 4 a 1 e fomos eliminado para o Audax, nas quartas-de-final do Paulistão.

– Os 14 jogos da Libertadores, onde nem Deus sabe como chegamos até a semifinal, contam os dois da primeira faze, quando passamos no sufoco (1×1 – 1×0) contra o Cesar Vallejo.
– Os dois jogos da Copa do Brasil foram horríveis. Derrota em casa por 1×2 contra o Juventude e derrota (e eliminação) no Sul.
10° colocado no Brasileirão


2017: 64 jogos (24 vitórias, 22 empates, 18 derrotas) – (93 gols marcados e 80 gols sofridos) – 49% aproveitamento
Jogos: 2 Florida Cup, 16 Paulistão, 2 Sul-Americana, 38 Brasileirão e 6 Copa do Brasil
– Dois empates sem gols na Florida Cup. Título veio nos pênaltis
– Eliminação para o Corinthians no Paulistão
– Eliminação para o Cruzeiro na Copa do Brasil
– Eliminação para o Defensa y Justicia-ARG na Copa Sul-Americana
13° colocado no Brasileirão


2018: 64 jogos (29 vitórias, 19 empates, 16 derrotas) – (75 gols marcados e 50 gols sofridos) – 55% aproveitamento
Jogos: 16 Paulistão, 6 Copa do Brasil, 4 Sul-Americana e 38 Brasileirão
– Eliminação para o Corinthians (nos pênaltis) no Paulistão  
– Eliminação para o Atlético-PR na Copa do Brasil
– Eliminação para o Colón-ARG na Copa Sul-Americana (perdendo em casa)
Depois de 15 anos perdemos para o Palmeiras em casa
– Demissão de Diego Aguirre faltando CINCO rodadas para acabar o campeonato
5° colocado no Brasileirão


2019: 62 jogos (23 vitórias, 19 empates, 20 derrotas) – (59 gols marcados e 53 gols sofridos)  – 47,3% aproveitamento
Jogos: 2 Florida Cup, 18 Paulistão*, 2 Libertadores, 38 Brasileirão e 2 copa do Brasil
Duas derrotas na Florida Cup: 2×1 para o Eintracht Frunkfurt e 4×2 para o Ajax 
– Eliminação para o Talleres-ARG na primeira fase da Libertadores
– Perdeu a final do Paulistão para o Corinthians
– Eliminação para o Bahia nas oitavas de final (primeira fase que disputamos) da Copa do Brasil. FORAM DUAS DERROTAS E NENHUM GOL MARCADO!
– Derrotas vergonhosas para Goiás, Fluminense e empates com CSA e Bahia, todas no Morumbi

*Classificado em segundo lugar em seu grupo no Paulistão. Classificação veio na última rodada e graças ao Oeste que não goleou o Mirassol.

Podemos e devemos dizer que o time melhorou muito na fase final do estadual.


2020: 12 jogos (6 vitórias, 3 empates e 3 derrotas) – (18 gols marcados e 9 gol sofridos) – 58,3% aproveitamento
Paulistão: 10 jogo (5 vitórias, 3 empates e 2 derrotas)
– Primeiro clássico do ano, fora de casa, empate em 0x0 contra o Palmeiras. Segue sem vitórias em clássico como visitante desde 2017.
Libertadores: 2 jogo (1 vitória e 1 derrota)
– Derrota para o novato na competição, o Binacional, do Peru.


TOTAL: 280 jogos: 113 vitórias, 83 empates e 84 derrotas – (345 gols marcados e 306 gols sofridos)  – 50,2% aproveitamento.

Apenas uma final, nenhum título, eliminações vexatórias, goleada para rival e por aí vai…

#ForaLeco

FOTO: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *