Técnico do futebol feminino, Thiago Viana, destaca trabalho e investimento na base

Thiago Viana conquistou nesta temporada a Fiesta Sudamericana De La Juventud e fechou com o troféu do bicampeonato Paulista Feminino Sub-17

Em 2017, o São Paulo reativou o departamento de futebol feminino começando pela base. O projeto começou com uma parceria com o Centro Olímpico que no ano seguinte se tornou 100% Tricolor e rendeu frutos após dois anos para a equipe profissional, além dos títulos da categoria.

Desde o início, Thiago Viana assumiu o comando da equipe sub-17 e iniciou sua trajetória vitoriosa no São Paulo.

Em seu primeiro ano como técnico vestindo as cores são-paulinas, Viana conquistou o título estadual. Na segunda temporada, o treinador abriu o ano com o primeiro lugar na Liga de Desenvolvimento, faturou a Fiesta Sudamericana De La Juventud e fechou com o troféu do bicampeonato Paulista Feminino Sub-17.

São seis títulos em três anos, sendo três do Paulista Feminino Sub-17, o último vencido neste final de semana.

“O primeiro campeonato que a gente teve foi muito difícil, porque era com uma equipe sub-15 para essas meninas criarem casca, e o time foi ganhando corpo e conseguiu ser campeão. No segundo a gente já estava sendo um pouco mais visto pelos adversários, mas conseguimos fazer uma boa campanha também. O terceiro, mesmo não tendo perdido nenhum jogo, foi mais difícil porque a competição ficou mais difícil, as equipes melhoraram e também tem a questão de que o time que vai vencendo ele vai perdendo um pouquinho do gás e isso foi o que a gente mais trabalhou esse ano”, avaliou. 

E completou: “É muito bom. A gente sabe que na base o desempenho é muito importante. A gente quer ver elas sempre jogando bem, porque isso vai fazer irem para o profissional. A gente deixa o resultado para segundo plano, sabendo que é importante mas que o foco deve estar no desempenho delas. E saber que com a forma que elas estão jogando esse desempenho também está gerando bons resultados e é uma felicidade imensa.”

“Quero agradecer toda a diretoria que acreditou em nós, desde quando era sub-15, e eu acho que o futebol feminino tende a crescer a partir da base, assim como fizemos desde o começo no clube”, finalizou. 

Foto: Igor Amorim / saopaulofc.net
Fonte: saopaulofc.net