in ,

Súmula revela que médico flamenguista começou a confusão no Maracanã

A súmula aponta o médico da equipe carioca, Márcio Tannure, como o responsável pelo início da confusão com membros da comissão técnica de Hernán Crespo

Após confusão no Maracanã, além de Tannure, foram expulsos o auxiliar de Crespo Juan Branda e o preparador físico Alejandro Kohan.

Na súmula, o árbitro Felipe Fernandes de Lima relata que foi informado pelo quarto árbitro, Grazianni Maciel Rocha, que Tannure fez gestos “provocativos” em direção aos são-paulinos. Ele teria dito “fala muito, fala muito, fala agora”.

A partir daí, Branda e Kohan reagiram e foram ao banco do Flamengo. O árbitro ainda relata que viu Tannure empurrar Kohan. Lima, por fim, descreve que depois foi avisado de que Kohan ainda atirou uma bola em um membro da delegação do Flamengo.

Depois do jogo, o técnico Hernán Crespo criticou o médico do Flamengo.

“Na vida, como no jogo, uns sabem perder e outros ganhar. Infelizmente o Flamengo tem o profissional Márcio Tannure, que faltou com respeito ao meu banco, com palavras e gestos. Acredito que Renato e seus atletas são grande como o Flamengo, e temos que parabenizar. Infelizmente, dentro do Flamengo tem um profissional, um médico, que tinha que dar um exemplo e fez tudo isso. Provocou, e a reação foi essa. Não só falando, mas fisicamente. Infelizmente, estamos no mundo do futebol e temos que suportar. Espero que um clube grande como o Flamengo e a confederação não aceitem ter gente mal-educada trabalhando no futebol“, falou. 

Foto: Reprodução
Fonte: Globoesporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu