in , ,

Sem fôlego no fim, São Paulo perde primeira na BCLA

Desfalcado, Tricolor não consegue superar o ímpeto dos argentinos e perde a primeira na competição

Mais uma vez desfalcado por conta da Covid-19, o São Paulo começou seu terceiro jogo na Basketball Champions League Americas com apenas oito jogadores. Por conta dos protocolos internacionais, Shamell e Georginho não puderam viajar. Além da dupla, Isaac também desfalcou a equipe nesta fase da competição.

Lucas Mariano foi eleito o destaque de fevereiro no NBB

Jogando a etapa do Chile da fase de grupos da Basketball Champions League das Americas, o São Paulo foi derrotado pelo Quimsa por 71 a 65, nesta sexta-feira (5). O grande destaque do duelo foram Dawkins, pelo lado brasileiro, e Robinson, pelo argentino, com 19 pontos.

O Quimsa fechou a 2ª etapa da fase de grupos da Champions League Americas com duas vitórias e agora lidera a chave com apenas uma derrota em quatro partidas. Já o São Paulo enfrenta o Universidad Concepcion, do Chile, neste sábado (6), às 19h10. A transmissão será da DAZN.

O jogo

O São Paulo começou o jogo, com a rotação prejudicada, com isso, cadenciava sempre que possível e apostava nos ataques em meia quadra. Já o Quimsa, sempre acelerava o ritmo e usava e abusava das bolas de três com Copello e Robinson.

Desta maneira, o time argentino abriu 20 a 12 no placar com pouco mais de sete minutos.

O ritmo da partida sem manteve. Além disso, nos minutos finais o São Paulo passou a ter alguns erros seguidos no ataque, e a diferença que era de oito, foi para 11 pontos, com o Quimsa fechando o primeiro quarto por 25 a 14.

No segundo quarto, o São Paulo encaixou a defesa. Com a entrada de Renan Lenz, um dos três atletas da equipe no banco, o time brasileiro encaixou uma sequência de defesas e trouxe a desvantagem para 27 a 19.

O tricolor paulista manteve a partida “amarrada” e soube aos poucos cortar a desvantagem. Com isso, após uma boa jogada individual de Dawkins, foi para o intervalo perdendo por 35 a 30.

Na volta do intervalo, o São Paulo começou com tudo. Com uma bola de fora de Renan Lenz e um gancho de Lucas Mariano, o duelo foi empatado em 35 pontos. Após a igualdade, o Quimsa se achou. Sabendo acelerar no momento certo e fez 41 a 35, fazendo com que Claudio Mortari pedisse tempo.

Após a retomada da partida, Dawkins apareceu. Voltando a ditar o ritmo, o americano cresceu e em duas jogadas seguidas colocou o time paulista em vantagem, com 44 a 41. Na continuação do período, mesmo com o Quimsa conseguindo se manter no jogo, a equipe brasileira soube “cozinhar o galo” e fechou o quarto com a vitória parcial por 52 a 49.

Nos últimos 10 minutos do duelo, o Quimsa começou com uma sequência de 4 a 0 e tomou a frente do marcador. Após isso, os dois times passaram a trocar cestas e se alternar na liderança do placar. Com pouco mais de três minutos para o fim, o time argentino abriu três pontos de vantagem, com 64 a 61.

O São Paulo ainda conseguiu duas boas jogadas, com Dawkins e Gerson, e fez 65 a 64. Apesar da vantagem, o time brasileiro não soube manter a liderança e, com erros seguidos de Bennett, o Quimsa abriu vantagem e saiu com a vitória por 71 a 65.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara