in

São Paulo se junta a Dupla Gre-Nal na bronca contra o árbitro Ricardo Marques Ribeiro

Além do São Paulo, Grêmio e Internacional já se irritaram com o árbitro Ricardo Marques Ribeiro em jogos contra o Corinthians

Alvo de reclamações duras de jogadores são-paulinos depois do clássico de quarta-feira contra o Corinthians, o árbitro Ricardo Marques Ribeiro já se envolveu em polêmicas por pelo menos duas ocasiões em jogos (a favor) dos corintianos.

Foi em 2009, na polêmica final da Copa do Brasil entre Corinthians e Internacional, Ricardo Marques Ribeiro estreou em jogos de primeira linha no futebol nacional. Antes da decisão, o dirigente gaúcho Fernando Carvalho prometeu compilar erros de arbitragem a favor do adversário. E o juiz mineiro, no Beira-Rio, irritou os colorados por expulsar o argentino Andrés D’Alessandro.

Recentemente, foi a vez de o Grêmio também se irritar com Ricardo em jogo contra o Corinthians. Na antepenúltima rodada do Brasileiro passado, Luiz Felipe Scolari responsabilizou o árbitro por suposta não marcação de falta em lance que ocasionou o gol de Paolo Guerrero, único daquela partida. “Já estão escolhidas as equipes que vão à Libertadores”, reclamou no dia.

+ Muricy abatido se poupa em dar méritos ao rival

+ Arbitro poderá ser punido após jogo

No jogo de ontem, jogadores são-paulinos como Rogério Ceni e Luís Fabiano reclamaram, em lance que o árbitro (supostamente) não viu falta em lance de Emerson Sheik sobre o lateral direito Bruno e o que ocasionou o segundo gol na vitória por 2 a 0 do Corinthians no Itaquerão, mas quem pegou pesado nas críticas foi PH Ganso.

“Aquilo não foi erro, foi roubo. Se fosse o Serginho Chulapa, ia no vestiário bater nele. Mas como isso não pode mais no futebol, o que o juiz fez foi palhaçada mesmo”, disse o meia, ao Sportv. Ele recebeu cartão amarelo de Ricardo Marques Ribeiro pelas reclamações.

Ricardo foi o árbitro em 14 jogos do Corinthians. O retrospecto nesses confrontos agora é de seis vitórias corintianas, sete empates e duas derrotas. Uma delas, contra o Atlético-GO em 2010, determinou a demissão de Adílson Batista.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Loading…

0