in , ,

São Paulo quer renovar contrato com cinco jovens da base

Made in Cotia. (Foto: Divulgação)

Pensando em não perder as jovens promessas com um preço muito abaixo, ou até mesmo de graça, Tricolor se mexe para renovar seus contratos

Enquanto o São Paulo negocia a renovação de contrato com o zagueiro Arboleda, já começa a se preocupar também em aumentar o vínculo com mais cinco jogadores, que são considerados promessas das categorias de base.

Nos últimos dias, a diretoria são-paulina intensificou as conversas para a prorrogação de vínculo com o zagueiro Luizão, o lateral-esquerdo Patryck e os atacantes Marquinhos, Vitinho e Juan. Todos já tiveram alguma passagem pelo profissional.

Saiba mais sobre os garotos:

Luizão – Zagueiro (19 anos)

Com contrato até o dia 31 de dezembro deste ano, o zagueiro foi observado por Hernán Crespo durante o Campeonato Paulista e é titular absoluto no sub-20 comandado por Alex. Aos 19 anos, Luizão ainda tem mais um ano de categoria de base antes de subir para os profissionais de forma definitiva.

Uma das características que conta a seu favor para ter espaço no time principal é o pé esquerdo. Luizão é canhoto, algo que Crespo não tem em sua defesa neste momento e já falou publicamente que é uma necessidade da equipe.

Luizão, defensor do São Paulo, pelo sub-20 — Foto: Divulgação
Luizão, defensor do São Paulo, pelo sub-20 — Foto: Divulgação

Juan – Atacante (19 anos)

Com contrato até o dia 30 de junho de 2022, o jogador é um dos centroavantes mais promissores da base. Nas últimas semanas, Juan tem treinado nos profissionais e impressionou Crespo pela sua força física e faro de gol.

Contra o Juventude, na 18ª rodada do Campeonato Brasileiro, o garoto teve a sua primeira oportunidade de atuar com Crespo após sair do banco de reservas no segundo tempo.

Arboleda e Juan em treino do São Paulo — Foto: Fellipe Lucena / saopaulofc
Arboleda e Juan em treino do São Paulo — Foto: Fellipe Lucena / saopaulofc

Vitinho – atacante (20 anos)

Com contrato até o dia 28 de junho de 2022, Vitinho também começou a ganhar mais espaço nos profissionais e atuou em duas partidas do Campeonato Paulista deste ano. Esta temporada é sua última de base. No ano que vem ele terá que, obrigatoriamente, atuar no time principal.

Por conta disso, o São Paulo espera estender o vínculo do garoto para conseguir ter mais segurança em relação ao assédio de outros clubes, principalmente da Europa. Veloz e driblador, Vitinho têm características que faltam no elenco profissional.

Vitinho é opção para o ataque entre os inscritos no Paulistão — Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net
Vitinho é opção para o ataque entre os inscritos no Paulistão — Foto: Érico Leonan/saopaulofc.net

Patryck – Lateral-esquerdo (18 anos)

Com contrato até o dia 31 de maio de 2023, Patryck é considerado uma das grandes apostas para o futuro da lateral do clube. Aos 17 anos, ele foi campeão da Copa do Mundo sub-17 com a seleção brasileira e já era observado nos profissionais.

Nesta temporada, já com 18 anos, Patryck participou de inúmeros treinos com Hernán Crespo e foi bem avaliado pela comissão técnica. O problema é que para sua função atualmente tem Reinaldo e Welington, que estão consolidados. Nas partidas importantes do sub-20 ele é utilizado por Alex.

Patryck em aquecimento no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli
Patryck em aquecimento no Morumbi — Foto: Marcos Ribolli

Marquinhos – atacante (18 anos)

Com contrato até 31 de maio de 2024, Marquinhos já é uma realidade nos profissionais. Depois de ter sido destaque na classificação às quartas de final da Libertadores, o garoto de 18 anos ficou com o moral elevado e hoje é uma esperança no time principal.

Embora já tenha um contrato longo, o Tricolor sabe que Marquinhos tem potencial para ser assediado por grandes clubes da Europa e ter um vínculo maior com uma promessa como ele resguarda o clube em uma possível negociação.

Felipe Melo e Marquinhos São Paulo x Palmeiras — Foto: Marcos Ribolli
Felipe Melo e Marquinhos São Paulo x Palmeiras — Foto: Marcos Ribolli

Fonte: Eduardo Rodrigues / ge
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara