in , , ,

São Paulo já ganhou dois Brasileiros que terminaram no ano seguinte

Elenco atual pode repetir o que os times de 77 e 86 fizeram, conquistar um título brasileiro que começou em um ano e terminou em outro

O São Paulo já conquistou duas vezes o Campeonato Brasileiro que teve seu início em um ano e terminou no ano seguinte. Time de Fernando Diniz pode repetir o feito dos times de Rubens Minelli e de Pepe. Entenda:

Primeiro título: 1977

O Campeonato Brasileiro de 1977 contou com 62 clubes e teve o São Paulo campeão. Esse foi o primeiro título nacional do Mais Querido, que bateu o Atlético Mineiro na final.

Pela primeira vez, o campeonato foi decidido em cobranças de pênaltis, possibilidade que já estava prevista no regulamento do ano anterior. O técnico do São Paulo Rubens Minelli, depois de ter sido bicampeão pelo Internacional em 1975 e 1976, tornou-se o primeiro treinador a vencer o Campeonato Brasileiro por três anos consecutivos.

O campeonato começou no dia 15 de outubro de 1977 e a grande final foi em 5 de março de 1978, quando o São Paulo, após dois empate em 0 a 0, venceu por 3 a 2 nas penalidades, em pleno Mineirão.

Atlético: João Leite; Alves, Márcio, Vantuir e Valdemir; Toninho Cerezo, Ângelo e Marcelo (Paulo Isidoro); Serginho, Caio Cambalhota (Joãozinho Paulista) e Ziza. Técnico: Barbatana.

São Paulo: Waldir Peres; Getúlio, Tecão, Bezerra e Antenor; Chicão, Teodoro (Peres) e Darío Pereyra; Zé Sérgio, Mirandinha e Viana (Neca). Técnico: Rubens Minelli.

Segundo título: 1986

Assim como o Brasileirão de 77, o campeonato de 86 terminou no ano seguinte. A competição teve seu início no dia 30 de agosto de 1986 e a finalíssima aconteceu em 25 de fevereiro de 1987.

Com 80 clubes, a edição de 86 foi muito bagunçada, o que gerou polêmica e iniciou-se as tratativas para a criação do grupo dos 13.

O São Paulo terminou em primeiro lugar no grupo A da primeira fase. Na fase seguinte, terminou em segundo do grupo. No mata-mata passou por Inter de Limeira, Fluminense, América-RJ e venceu o Guarani na final.

Após empatar em 1 a 1 no Morumbi, a decisão no Brinco de Ouro, que também ficou na igualdade, dessa vez em 3 a 3, foi para as penalidades e o Tricolor Paulista venceu por 4 a 3 e garantiu o bicampeonato.

São Paulo: Gilmar; Zé Teodoro, Wagner Basílio, Dario Pereyra e Nelsinho; Bernardo, Silas e Pita; Müller, Careca e Sídnei (Pianelli). Técnico: Pepe.

Guarani: Sérgio Nery; Marco Antônio, Ricardo Rocha, Fernando e Zé Mário; Tozin, Tite (Nei) e Boiadeiro; Chiquinho Carioca (Catatau), Evair e João Paulo. Técnico: Carlos Gainete.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara