in ,

São Paulo de Crespo deve ser montado com quatro dos seis reforços

Orejuela e Miranda treinando no CT da Barra Funda. (Foto: Twitter oficial do São Paulo)

No esquema tático 3-5-2, São Paulo deve ter mudanças significativas na estrutura da equipe

Aos poucos, o São Paulo de Hernán Crespo vai tomando forma. O argentino, logo em sua apresentação, deixou claro que não chegava em um clube com “terra atrasada”, já que partilhava de muitos conceitos pregados por Fernando Diniz. A diferença é que o ex-camisa 9 exige um estilo mais vertical, em que o time ataca com velocidade e menos posse de bola.

O ciclo de contratações ainda não se encerrou e o São Paulo ainda almeja a chegada de um primeiro volante. Gabriel Neves, do Nacional-URU, acabou permanecendo em Montevidéu após longa novela e Jaílson, ex-Gremio e hoje no Dalian Pro-CHN, é o mais próximo para fazer “sombra” a Luan o jovem Rodrigo Nestor.

Números de Luciano no São Paulo
Disputa no ataque; Veja a comparação entre Éder e Pablo

Aliás Nestor está em processo de renovação de contrato, que expira em dezembro. Muricy Ramalho, em entrevista recente, disse que o estafe do meio-campista está em tratativas com a direção, mas Crespo está encantado com o garoto revelado em Cotia. Ainda assim, um meio-campista deve desembarcar ainda em março no CT da Barra Funda, pensando já em Libertadores.

Além disso, Crespo também entende que lhe falta um zagueiro canhoto. Bruno Alves, Miranda e Arboleda são destros, enquanto que Léo Pelé é lateral-esquerdo de origem. Alan Franco, do Independiente, e Franco Frías, do Defensa Y Justicia, são alvos vindos do futebol argentino. O segundo trabalhou com o técnico tricolor no ano passado, quando o time de Florencio Varela foi campeão da Copa Sul-Americana.

Com os reforços, como pode ficar o provável São Paulo?

Em um esquema 3-5-2, Arboleda começaria do lado direito da defesa, enquanto que Bruno Alves jogaria do lado oposto. Léo Pelé é outra alternativa naquele setor enquanto não chega um beque canhoto e Miranda pelo miolo da zaga.

A linha de cinco no meio de campo começaria com Orejuela de LD, Daniel Alves – Benítez – Luan (ou Nestor) na trinca no círculo central, com Reinaldo fechando na ala esquerda.

Mais à frente, Luciano, grande artilheiro de 2020, faria dupla ofensiva com Éder. Bruno Rodrigues, Paulinho Bóia e Willian viriam como alternativas pelas beiradas do campo.

Reforços: Bruno Rodrigues, Orejuela, Benítez, William, Éder e Miranda. Destes, apenas Bruno Rodrigues e Willian, não estariam no time titular.

Foto: Twitter oficial do São Paulo

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara