in ,

São Paulo 1 x 1 Novorizontino + Arbitragem

Com erros absurdos e vergonhosos da arbitragem, São Paulo fica no empate em 1 x 1 contra o Novorizontino, no Morumbi

Em uma partida que o Tricolor criou muito e poderia, ou melhor, deveria sair com uma elástica vitória, a arbitragem entrou em cena (pra variar) e prejudicou e muito o São Paulo. Dois gols MAU anulados e dois pênaltis não marcados, foram os principais erros, dentre tantos outros.

Resumindo, o juiz não deixou o São Paulo ganhar a partida e assumir a liderança isolada da competição estadual.

O JOGO

O São Paulo pressionou o Novorizontino, criou boas chances, teve dois gols mal anulados, dois pênaltis ignorados, bola no travessão…por isso não conseguiu sair com a vitória.

Os pouco mais de 14 mil torcedores que enfrentaram chuva e o pesado trânsito da capital e saíram do Morumbi com muita raiva pelo ROUBO que foi a partida. Aplausos para o time que criou muito, chegou a fazer três gols (dois anulados e não deixou o gol sofrido abater a equipe.

Higor Leite fez o gol dos visitantes, enquanto que Brenner, empatou pouco antes do apito final.

Primeiro tempo

O Tricolor começou muito bem a partida e poderia ir para o intervalo com pelo menos três gols de vantagem, mas o árbitro da partida não permitiu.

Três lances envolvendo a arbitragem enfureceram os jogadores, torcedores e comissão técnica, isso porque, dois gols foram mau anulados e um pênalti claro não foi marcado.

No primeiro minuto de jogo, o primeiro erro do jogo, Alexandre Pato recebeu lançamento em posição legal, fez o gol, mas não valeu. Aos sete minutos, o Novorizontino chegou com perigo, mas Volpi salvou o São Paulo. Três minutos depois, o time visitante chegou de novo, mas Hernanes foi preciso e mandou pra escanteio. A partir daí ó deu São Paulo.

Aos 12 minutos, Pato fez segundo gol, mas novamente, com erro da arbitragem, o gol não valeu. Aos 15, quase um gol e mais um impedimento. O São Paulo era só pressão e acuava o Novorizontino, até que aos 26, Vitor Bueno foi derrubado na área, mas o árbitro (terceiro erro do jogo) ignorou e não marcou a penalidade.

O jogo era todo do São Paulo. Aos 36 a luz acabou no Morumbi, que ficou todo no escuro. Porém a “festa” da torcida, que iluminou o estádio com os celulares não durou muito. Pouco menos de dois minutos a luz voltou 100% e jogo foi reiniciado.

Antes do fim do primeiro tempo o Tricolor teve duas boas chances e outro pênalti não marcado, quarto erro. Daniel Alves recebeu dentro da área e cruzou, a bola sobrou para a finalização de Pato, que chutou e Adriano Mina desviou na mão do jogador rival.

Segundo tempo

O segundo tempo voltou com o mesmo cenário do período anterior: São Paulo em cima, Novorizontino tentando o contra-ataque, arbitragem errando. Aos três minutos, o quinto erro do jogo (primeiro do segundo tempo): o São Paulo saia jogando da defesa e pediu falta clara, a arbitragem não marcou e na sequência, Reinaldo derrubou Capixaba e a arbitragem paralisa marcando falta para o Novorizontino. Três minutos depois, houve o sexto erro: toque com a mão de Felipe Rodrigues dentro da área após chute de Arboleda – mais um pênalti ignorado. O time tricolor foi gradativamente aumentando a pressão, e aos 11 Pablo quase abriu o placar. Aos 14, Pato também teve boa chance, mas parou no goleiro rival. 

Aos 19, duas chances. Na primeira, o zagueiro travou na hora certa e na segunda, Reinaldo mandou no travessão.

Mas, aos 25 a surpresa aconteceu: Higor Leite recebeu livre na área, saiu frente a frente com Tiago Volpi e colocou o Novorizontino na frente. A desvantagem fez o São Paulo passar a atacar com ainda mais ímpeto, tentando finalizações de qualquer jeito, até conseguir o empate, aos 40, com Brenner, aproveitando erro do goleiro Oliveira.

Próximo jogo

O São Paulo volta a campo no próximo domingo, quando visita o Santo André às 18h.

Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara