in ,

Roger fala sobre Ceni e “falta de DNA ” no elenco atual

Ex-goleiro do São Paulo, Roger Noronha, ficou oito temporadas no Tricolor e contou um pouco da relação pós-jogo com Rogério Ceni e “criticou” atual elenco

O São Paulo também já teve a sua dupla “boa praça”, simbolizada pelo ídolo Rogério Ceni e Roger Noronha, que dividiram a meta são paulina por oito temporadas de 1997 a 2005.

“Era uma convivência muito boa. Em nove anos, tive mais discussões com a minha esposa do que com o Rogério. Tanto era assim que, quando ele errava, o Rogério não ia falar com o preparador de goleiros. Ele ia falar comigo e pedia minha opinião.”, revelou Roger.

Oito anos como goleiro do São Paulo fizeram de Roger Noronha, mais do que um ex-jogador do clube, um torcedor. E daqueles bem “corneta”.

“Hoje, falta sentimento para os jogadores do São Paulo. Aquela coisa de se conformar com a derrota. Não achar normal um empate, dentro do Morumbi. E olha que a maioria desses jogadores vieram da base e tinham que ter um DNA do São Paulo”, esbravejou o ex-goleiro.

Além do São Paulo, Roger começou como profissional no Flamengo e teve passagens por Vitória, Portuguesa, Santos e Botafogo.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara