in , ,

Resumo do jogo: São Paulo 1×0 Red Bull Bragantino

Tricolor festeja gol no Morumbi. (Foto: Twitter oficial São Paulo FC)

Em jogo truncado, principalmente no primeiro tempo, Léo Ortiz marca contra e Tricolor vence a segunda seguida e segue muito bem no Paulistão

O São Paulo venceu o Red Bull Bragantino na noite desta segunda-feira (12), por 1 a 0, com gol contra de Léo Ortiz, em jogo válido pelo Campeonato Paulista, no Morumbi. O jogo foi polêmico, com os são-paulinos reclamando de um pênalti sobre Rojas e um gol anulado de Pablo.

Com esse placar, o Tricolor continua na liderança do Grupo B, com 13 pontos, enquanto o Massa Bruta é o primeiro colocado do Grupo C, com 11 pontos conquistados durante a campanha. Agora, o clube do Morumbi enfrenta o Guarani, na próxima quarta-feira (14), às 21h30, no Morumbi. O Braga pega a Inter de Limeira, na quinta-feira (15), às 20h, em Bragança Paulista.

O caminho do Tricolor na Libertadores
O São Paulo na temporada 2021

O JOGO

Partida começa com as duas equipes ligadas

O primeiro tempo iniciou logo com Bragantino tentando marcar a saída de bola do São Paulo, que se atrapalhava na troca de passes. A primeira chance foi do Massa Bruta. Edimar recebeu na entrada da área e soltou a bomba, aos seis minutos. A bola passou à direita de Volpi.

Logo depois, aos 10, foi a vez do São Paulo chegar. Daniel Alves bateu o escanteio fechado, Léo desviou e Cleitou pegou no susto. A zaga do Red Bull afastou o perigo na sequência.

Jogo fica morno e vontade prevalece

As duas equipes pressionavam muito pela recuperação da bola, o que fez o jogo ficar mais disputado nas intermediárias das duas equipes. Tanto que até os 20 minutos, somente duas finalizações haviam sido dadas na partida, uma para cada lado.

O São Paulo tentava chegar pelas pontas, principalmente pela direita, onde Rojas e Igor Vinicius usavam a velocidade para tentar construir ações ofensivas. Já o time de Bragança Paulista apostava nas descidas do atacante Arthur, que não conseguia levar a melhor sobre Reinaldo.

Pablo assusta Cleiton e Léo aparece novamente

O São Paulo voltou a atacar o Red Bull Bragantino aos 23 minutos. Daniel Alves bateu escanteio, a bola ficou na área, Arboleda ajeitou para o meio da área, e Pablo bateu de primeira, rasteiro. A bola passou perto do gol do Massa Bruta.

Com 31 minutos, o zagueiro Léo apareceu novamente na área após cobrança de escanteio. Dani Alves cobrou e o defensor subiu de cabeça. A bola passou com perigo ao lado da meta do Massa Bruta.

Claudinho aparece e quase marca para o Braga

Um dos principais jogadores do Red Bull, Claudinho estava sumido na partida, bem marcado pela defesa são-paulina. No entanto, aos 35 minutos, o camisa dez apareceu pela primeira vez e quase abriu o marcador.

Ele recebeu belo passe rasteiro na área de Ytalo e bateu cruzado, rente ao chão. Volpi caiu e encaixou, fazendo bela defesa e salvando a equipe comandada pelo técnico Hernán Crespo. Três minutos depois, Igor Vinicius cabeceou dentro da área e Cleiton espalmou para escanteio.

São Paulo reclama de pênalti em Rojas

O lance polêmico da primeira etapa aconteceu aos 36 minutos. Rojas invadiu a área pelo lado esquerdo e foi puxado por Aderlan, caindo dentro da área. Imediatamente, os jogadores do Tricolor pediram pênalti, mas após a checagem do VAR, o árbitro mandou a partida seguir.

ETAPA FINAL

Segundo tempo começa com polêmica em gol do São Paulo

O começo do segundo tempo foi bom para o São Paulo que, com a entrada de Luciano, melhorou o ataque e levou mais perigo à meta de Cleiton. Aos sete minutos, o São Paulo abriu o placar, mas o gol foi anulado por impedimento.

Daniel Alves lançou na área, Pablo, impedido, e Luciano, em dúvida, foram pra bola. Luciano fez o gol, o juiz marcou impedimento do camisa 11 são-paulino após uma longa espera do VAR.

Ytalo arrisca de fora e assusta Volpi

O jogo reiniciou com o Red Bull Bragantino partindo mais ao ataque. Claudinho teve uma falta perigosa para bater na entrada da área, mas a bola explodiu na barreira. Com 16 minutos, Ytalo recebeu no meio de campo e bateu de muito longe. A bola passou ao lado do gol de Volpi, que só acompanhou ela sair.

Léo Ortiz marca contra e São Paulo abre o placar

A medida que o segundo tempo foi passando, o São Paulo passou a pressionar mais a equipe de Mauricio Barbieri. Crespo apostou na entrada de Eder no lugar de Pablo. Pouco tempo depois, o Tricolor abriu o placar em lance que o camisa 23 estava perto da bola.

Após boa jogada pela esquerda, Reinaldo cruzou forte para a pequena área, Cleiton espalmou, mas a bola bateu em Léo Ortiz e entrou no gol do Bragantino. 1 a 0 aos 25 minutos da segunda etapa.

O gol sofrido acordou o Bragantino, que foi mais ao ataque. Com 31 minutos, Aderlan fez fila na zaga são-paulina, mas acabou se atrapalhando dentro da área e perdeu a jogada.

Bragantino tenta pressão, mas resultado não muda

Atrás do marcador, o Bragantino passou a apostar mais no setor ofensivo. Para isso, o técnico Mauricio Barbieri colocou peças novas no ataque, como Cuello, Hurtado e Pedrinho. No entanto, o sistema ofensivo do Massa Bruta não assustou o goleiro Tiago Volpi até o fim da partida.

Em relação ao São Paulo, o Tricolor conseguiu segurar bem a vantagem mínima e não levou sustos depois do gol feito. Destaque negativo para os cinco cartões amarelos da equipe, que pareceu nervosa em alguns momentos.

Fonte: Lance
Foto: Twitter oficial São Paulo FC

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara