in ,

Raí faz duras críticas a arbitragem após partida no Morumbi

Após a partida deste domingo, no Morumbi, o diretor-executivo do São Paulo, Raí, criticou a expulsão de Toró, após uso do VAR

São Paulo e Bahia se enfrentaram neste domingo, de manhã, e ficaram no empate. Após a partida, Raí, diretor-executivo do clube, falou sobre o lance em que Toró levou cartão vermelho direto após o árbitro utilizar o VAR. Antes do recurso de vídeo, o árbitro tinha dado o cartão amarelo. 

Além desse episódio, Raí comentou sobre o pisão no tornozelo de Liziero, que teve que sair de campo aos 13 minutos do primeiro tempo. 

“Estávamos conversando aqui para ver qual é a melhor ação a ser feita. Mas ficou claro que foi um lance que decidiu uma partida, são dois pontos que não voltam mais. Falta de critério, incompetência. O cara pisou no tornozelo do Liziero, que saiu com 13 minutos (com uma entorse no tornozelo direito)”, falou o dirigente

Que completou: “Toró pisa no ombro, mas sem intenção. Para ser expulso, tem que ser uma agressão, e ele não agrediu. O São Paulo jogou mal no primeiro tempo. Quando o time volta melhor, o juiz faz essa besteira e muda o ritmo da partida.”

Raí também lembrou o lance de Pato contra o Flamengo. Na ocasião, o atacante levou forte pancada de Thuler, saiu do Morumbi direto para o hospital e sofreu uma contusão cervical.

A jogada no Pato é uma agressão. Teve um lance com o Tchê Tchê contra o Fortaleza que quase quebrou o tornozelo dele e nem foram ver. A gente está vendo que, infelizmente, o VAR por enquanto está confundindo, parando o jogo, estragando o espetáculo e o trabalho, afirmou. 

Toró falou sobre o lance que fez ele ser expulso: 

“A bola estava em disputa. Eu fui tentar alcançar e não alcancei. Eu pisei onde tinha que pisar, não tinha o que fazer. Acho que foi injusta a expulsão. O Liziero sofreu uma pancada e não teve VAR, amarelo, nada.”

Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Natália Milreu