Raí: “A semana foi desastrosa. Não podemos aceitar o São Paulo nessa situação”

Dirigente do São Paulo deu entrevista após mais uma derrota da equipe no Morumbi, e ressaltou que há cobrança internamente para as coisas melhorarem 

Raí, diretor executivo de futebol do São Paulo, atendeu aos jornalistas depois da derrota para o Athletico, por 1 a 0, neste domingo, no Morumbi, pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O dirigente falou sobre a segunda derrota em casa em uma semana, e ressaltou que há cobrança nos jogadores.

A semana foi desastrosa. Não podemos nunca aceitar o São Paulo nessa situação. Nunca vai poder aceitar isso. Sem conformismo. Tem cobrança interna, como tem da torcida. Felizmente, ainda estamos em quinto. O trabalho tem sido bem feito, o resultado virá e virá rápido“, disse. 

Pressionado por conselheiros e também por parte da torcida para deixar o cargo, Raí disse que não está pensando nisso agora. 

“Prioridade passa longe do meu contrato. Precisamos melhorar para terminar o ano bem, buscar a Libertadores. Sobre o Diniz, estou satisfeito com o dia a dia. Claro que temos que ver dentro de campo, também. Está cobrando os jogadores, buscando mudanças. Isso vai surtir efeito. Essas derrotas são cosias que acontecem no futebol, semana desastrosa“, falou. 

E completou: “Mas a avaliação do trabalho dele não é só dessa semana. Temos que ver tudo o que erramos. Contra o Fluminense foi pior do que hoje. Em cima dos erros, temos que trabalhar ainda mais. Conversei com Diniz, comissão e vamos conversar com os jogadores também. Não penso em nada disso do meu contrato. Prioridade e foco total no trabalho, dia a dia, cobrança por um final de ano digno.” 

Na próxima rodada, o São Paulo enfrenta o Santos, fora de casa. 

Foto: Reprodução TV
Fonte: Globoesporte.com