Quanto pagam os maiores patrocinadores no Brasil?

A pesquisa mostra que os setores bancários e de apostas esportivas têm dominado o mercado e se firmado cada vez mais. 

O futebol brasileiro tem evoluído em todos os sentidos e a parte financeira e econômica é uma das que tem crescido e alcançado cada vez mais valores estratosféricos. As cifras chamam atenção e mostram o quanto o esporte é uma área rentável, com contratações milionárias, salários surreais, bilheterias altíssimas e patrocinadores “generosos”.

Os números são popularmente altos e ficam nítidos em levantamento feito pelo ​LANCE! acerca de quanto cada agremiação da Série A do Campeonato Brasileiro recebe pelo principal espaço de suas camisas: o patrocinador máster. 

Confira:

Red Bull Bragantino

A Red Bull tenta emplacar o seu projeto de futebol no Brasil e, aparentemente, conseguiu com o Bragantino. O acordo entre clube e empresa é diferente dos outros casos, considerando o envolvimento da marca na equipe. De todo modo, o Red Bull Bragantino tem o maior patrocinador máster e recebeu R$ 200 milhões para 2020.


Palmeiras

O ​Palmeiras deu uma ‘segurada’ esse ano, mas tem suas finanças em ótimo momento e a forte parceria com a Crefisa e com a Faculdade das Américas – ambas do mesmo grupo – favorece tal situação favorável. O clube ganha R$ 100 milhões por ano para ceder toda a camisa.


São Paulo

São Paulo também segue o caminho do setor bancário e tem acordo de R$ 23 milhões por temporada com o Banco Inter.


Flamengo

O ​Flamengo vive um momento muito bom financeiramente e o acordo com a Amazon, caso efetivado, pode deixar o rubro-negro ainda mais “tranquilo”. Atualmente, o clube tem o Banco BS2 como patrocinador máster e receber R$ 15 milhões mais bônus por temporada.


Grêmio e Internacional

O ​Grêmio e o ​Internacional têm o mesmo patrocinador máster: o Banco Banrisul e ambos recebem R$ 12.9 milhões por temporada.


Corinthians

O ​Corinthians ficou um período significante sem patrocinador máster, mas entrou em acordo com o Banco BMG e recebe R$ 12 milhões por ano, além de quantia extra decorrente de contas abertas por torcedores do clube.


Atlético-MG

O ​Atlético-MG também ‘entrou pesado’ em 2020 e tem colido bons frutos da relação com o Banco BMG, seu principal patrocinador. O Galo recebe R$ 11 milhões pelo espaço na camisa, além de quantia extra.


Botafogo

O ​Botafogo tem buscado aumentar suas rendas e a contratação de atletas renomados segue essa linha de raciocínio. Atualmente, o Azeite Royal é o principal patrocinador do clube e paga R$ 8 milhões pela ‘faixa’ mais cara da camisa.


Vasco

O ​Vasco tem uma relação duradoura com o Banco BMG e recebe R$ 6 milhões do patrocinador máster da equipe.


Goiás 

O ​Goiás é patrocinado pela MarjoSports e ganha R$ 3 milhões por temporada para manter a empresa de apostas esportivas no ‘centro’ da camisa alviverde.


NÃO TEM VALORES DIVULGADOS:

Goiás 

O Coritiba também tem acordo com a ‘casa’, mas não revelou os valores do acerto.


Fortaleza

Em fase de crescimento e primeira participação internacional em um torneio oficial, o ​Fortaleza entrou em acordo com a EsportesNet. Os valores do acerto não foram divulgados.


Atlético-GO

O Atlético-GO retornou à Série A do Brasileirão e vai carregar a marca da Estadium.bet como patrocinador máster na temporada.


NÃO ANUNCIARAM SEUS PATROCINADORES “MÁSTER”:

Santos, Fluminense, Athletico Paranaense, Bahia, Sport Ceará

Fonte: Lance!
Foto: Divulgação