in ,

Prometeu e cumpriu

São Paulo de Fernando Diniz evoluiu nas últimas partidas antes da parada pelo coronavírus e junto com a evolução do time, teve o aumento de efetividade de Alexandre Pato

As últimas partidas do Tricolor e de Alexandre pato foram muito satisfatórias, as duas vitórias seguidas (LDU e Santos) trouxeram mais confiança ao torcedor são-paulino, e um dos pontos destacáveis do trabalho de Diniz é a recuperação do camisa 7, por exemplo.

Quando Diniz chegou ao São Paulo, Pato vivia momento de cobrança, já que não conseguia apresentar um bom futebol em campo. Após sua estreia no comando do Tricolor, o técnico projetou a utilização de Pato, garantindo que o jogador viria a ser uma peça importante para a equipe.

“Para mim é super tranquilo ter jogadores de qualidade, ainda mais a dele. Vou falar o que falei para os jogadores: o Pato era para ter disputado duas Copas e estar indo para a terceira pelo imenso talento que tem. Onde ele entra não é o mais importante, mas sim ele ter condições e voltar para termos um jogador de qualidade jogando”, afirmou o treinador.

Na reta final de 2019, o que se viu foi Pato com cada vez menos espaço no Tricolor. O atacante sequer saiu do banco de reservas nas últimas seis partidas da equipe no Campeonato Brasileiro, caindo no ostracismo.

Já em 2020, o atacante iniciou os dois primeiros jogos do Paulistão, mas só foi assumir a titularidade na partida com a Ferroviária, pois Pato era visto como um dos jogadores que poderia perder a vaga na volta de Antony, que estava na seleção pré-olímpica.

+ São Paulo lidera várias estatísticas do Paulistão
+ Após cinco anos, São Paulo tem eu melhor início de temporada

Atuando mais como centroavante, Pato está em alta e confiante, com isso, ele já tem quatro gols marcados na temporada, sendo três no estadual e um na Libertadores. O jogador também lidera a estatística de dribles no elenco Tricolor em 2020, tendo passado 18 vezes pelos adversários em 11 jogos, de acordo com o Footstats. Além disso, Pato é o segundo com mais assistências para gols e finalizações no elenco.

Até o momento, o São Paulo é o líder do grupo C do Paulistão, com 18 pontos somados e duas rodadas restando para o final da primeira fase. Já na Libertadores, o Tricolor é o segundo colocado do grupo D, com três pontos conquistados.

Fonte: Gazeta
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara