Preparador físico do São Paulo fala sobre prazo da nova pré-temporada

Pedro Campos, preparador físico do Tricolor, falou sobre o tempo ideal de treinamentos que os atletas terão que ter na volta do futebol

De três a quatro semanas. Esse seria o período ideal para os jogadores do São Paulo e de outros clubes se recondicionarem antes da volta das competições, na visão de Pedro Campos, um dos preparadores físicos do clube.

Esse prazo, inclusive, é consenso entre preparadores físicos dos times da elite do Paulistão, segundo Pedro Campos.

Durante a pandemia de Covid-19 eles montaram um grupo de WhatsApp, no qual trocam experiências e ideias. A intenção, inclusive, é que todos os times do estadual retornem aos trabalhos em uma data parecida. A Federação Paulista enviou protocolo aos clubes com detalhes sobre o eventual retorno.

O último jogo do São Paulo antes da paralisação foi no dia 14 de março, quando venceu o clássico com o Santos por 2 a 1. Desde então se passaram dois meses e meio.

“É bem preocupante (pelo tempo sem jogar). Temos conversado com os preparadores do Paulista. Temos tentado organizar entre três a quatro semanas de preparação para voltar o campeonato, com muito cuidado no retorno. Por mais que os jogadores estejam treinando, não são atividades específicas para o futebol”, falou. 

E completou: “Mesmo que faça um circuito de atividade, uma aceleração ou desaceleração, a intensidade é muito maior. No retorno precisa ter muito cuidado pelo tempo excessivo (de paralisação). Nas férias é menos tempo e sempre fazem um futevôlei, um jogo festivo. O tempo passa mais rápido. É uma nova pré-temporada. Se o atleta está treinando na esteira, em apartamento ou em outra superfície não tem contato com chuteira e grama. É um período em que teremos de ter cuidado.”

Durante a quarentena, a comissão técnica do São Paulo tem passado treinamentos aos 28 jogadores de linha e quatro goleiros do elenco. Pedro Campos explica que há trabalhos comuns a todos e outros individualizados.