Pelo menos mais sete jogadores devem deixar o São Paulo

Visando diminuir a folha salarial e melhorar a qualidade do elenco, São Paulo ainda pode se desfazer de mais cinco jogadores

Neste ano, oito jogadores, deixaram o Tricolor, seja por fim de contrato, venda ou empréstimo: Diego Souza, Bruno Peres, Pedro Bortoluzo, Jean, Hudson, Thomaz, Rony e Raniel, que foi cedido ao Santos em troca com Vitor Bueno.

Ainda, sem definição da diretoria, outros cinco atletas devem deixar o Mais Querido, veja o caso de cada um deles:

Maicosuel (Paraná): o atacante retornou de empréstimo, mas sequer se reapresentou. Sem espaço no clube, será negociado, caso algum time demonstre interesse. Contrato até: 31/05/2020

Jonatan Gómez (CSA): grande destaque do CSA no ano, o argentino brilhou com a camisa do clube alagoano. Mesmo assim, não deve ser aproveitado no grupo profissional, e, valorizado, deve ser envolvido em negociação. Contrato até: 28/06/2020

Paulinho Boia (São Bento): garoto de Cotia, Paulinho Boia chegou a atuar bem com Diego Aguirre, mas foi afastado do grupo e emprestado. Jogador não se reapresentou e deverá ser negociado em breve. Contrato até: 31/12/2020

Araruna (Fortaleza): o meio campista fez um bom campeonato no Fortaleza, mas não deverá ser aproveitado no Morumbi. Contrato até: 31/12/2020

Tréllez (Internacional): o colombiano não deve ser aproveitado por Fernando Diniz. Depois de ser contratado por seis milhões de reais, o centroavante decepcionou no São Paulo e foi muito mal no Internacional, ao ser emprestado. Contrato até: 31/12/2021)

Everton Felipe (Athlético-PR): o meia-atacante estava defendendo o clube paranaense, retornou ao São Paulo, mas está na lista de “jogadores a serem negociados”. Esteve perto de fechar com o Cruzeiro. Contrato até: 31/12/2022

Gabriel Novaes (Cordoba-ESP): Após uma temporada na Espanha, o jogador não foi muito aproveitado e “devolvido” ao São Paulo. Até o momento o atacante não tem um futuro definido. Contrato até: 30/11/2024