in , ,

Pandemia do coronavírus cancela a Superliga feminina

Por conta da pandemia do coronavírus, os clubes participantes da Superliga feminina decidiram cancelar a competição deste ano sem decretar um campeão

Devido ao surto o Covid-19, todas as competições esportivas no Brasil foram suspensas, porém, na superliga de vôlei feminina, a decisão foi mais firme. A competição foi decretada cancelada e nenhuma equipe será a campeã.

“Diante do quadro que se apresenta, com muita incerteza e insegurança no que diz respeito à saúde, acredito que a decisão tomada foi a melhor possível. É um momento difícil e complicado. O melhor que temos a fazer é acatar as orientações da Organização Mundial de Saúde, e essa entidade é muito clara ao determinar que todos os que puderem devem se recolher em seus lares”, afirmou o técnico são-paulino, José Roberto Guimarães.

O São Paulo/Barueri teve grande participação na disputa nacional, e chegou a fazer dois jogos no Ginásio do Morumbi, diante de Flamengo e Pinheiros – a equipe mandava as partidas no Ginásio José Corrêa, em Barueri. A torcida sempre compareceu aos ginásios para apoiar as são-paulinas.

+ Veja aqui como ficou a classificação da competição

A parceria entre o São Paulo e o Barueri Volleyball Club foi anunciada em julho de 2019, para a disputa do Campeonato Paulista e da Superliga, e logo no primeiro torneio o clube já faturou o título estadual. A equipe teve como principal filosofia apostar e desenvolver jovens talentos: a média de idade era de 21 anos, e o time contou com diversas jogadoras que já atuam em seleções de base.

Fonte: saopaulofc.net
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara