Pablo: “Sei das responsabilidades que terei. É ajudar a fazer história “

O novo camisa 12 do Tricolor foi apresentado nesta quinta-feira e contou a felicidade de estar no clube que seu avô torce

Pablo é uma das principais contratações do Tricolor para esta temporada, junto com Hernanes e Tiago Volpi. 

O atacante foi apresentado hoje no CT da Barra Funda e falou da felicidade de estar no Tricolor, time que seu avô torce, de ter a possibilidade de ganhar uma Libertadores por um clube tão vitorioso e de poder jogar ao lado de Diego Souza. 

Estou muito feliz por jogar ao lado do Diego. Acredito que podemos jogar juntos. Eu posso jogar em outras funções. Estou muito feliz por poder aprender com ele nos treinos, e acho que isso é muito bom para o clube. Temos jogadores de qualidade e devemos fazer um grande ano juntos“, previu Pablo, que destacou a fase positiva de sua carreira. 

MOMENTO DA CARREIRA

“Acho que estou no melhor momento da minha carreira. Muito feliz por estar vestindo a camisa do São Paulo. Sei das responsabilidades que terei. É ajudar a fazer história.”

CLUBE VENCEDOR

“É um clube vencedor. Três vezes campeão da Libertadores, do Mundial. O (Alexandre) Pássaro (gerente executivo de futebol) falou comigo num jogo que tivemos no Morumbi (empate sem gols em outubro). Ele foi lá com o Bruno Alves. E ali senti que eles queriam o meu futebol. Ele não deixou claro, mas eu senti. Estou muito contente mesmo de vestir a camisa do São Paulo. O projeto a longo prazo do São Paulo. Para mim é um desafio e espero ser campeão no clube.”  

FAMÍLIA SÃO-PAULINA

“É uma história bem legal do meu avô. Meu pai fala que tudo que tenho de jogador vem do meu avô. Meu avô não mexe no telefone, não tem. Ele pediu para minha avó ligar. Primeira coisa que ele pediu foi para a minha avó tirar a camisa branca do São Paulo, que já estava ficando meio amarela, para lavar e só usar ela.”

GANHAR A LIBERTADORES NO SÃO PAULO

“Desde pequeno eu vi o São Paulo ser campeão, e espero ser campeão aqui também.”

“Fui muito feliz ano passado. Hoje estou numa nova etapa, um novo ciclo. É um sonho ser campeão da Libertadores. E ser campeão pelo clube que mais ganhou, é uma emoção maior. Temos tudo para fazer um grande ano. A equipe está ganhando corpo. Tenho certeza que a equipe vai fazer um grande ano. Espero, sim, ser campeão da Libertadores.”

Foto: Marcelo Hazan 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *