in ,

Pablo: “A gente vem de cicatrizes e precisamos voltar a vencer”

Venda de Brenner dá chances para Pablo no ataque do Tricolor- Foto: saopaulofc.net

Após 14 dias, o São Paulo poderá, enfim, voltar a disputar uma partida. O duelo será contra o Fortaleza, no Morumbi, às 19h15 nesta quinta-feira

Após a frustração são-paulina de não poder estrear diante do Goiás, no último domingo, em jogo adiado por conta da contaminação de nove atletas adversários pela Covid-19, o atacante Pablo acredita que o duelo diante do Fortaleza, em casa, é uma boa chance de redenção.

“No Campeonato Brasileiro você tem que somar pontos, quanto mais vitórias você tiver é muito melhor. A gente sabe da importância do jogo, sabe da importância de fazer esse primeiro jogo no Morumbi. Temos que estar muito concentrados, bem preparados, porque a gente vem de cicatrizes que nos machucam muito ainda e precisamos voltar a vencer, e começar o campeonato vencendo é de extrema importância”, falou. 

Durante esse período, entre a eliminação para o Mirassol no Campeonato Paulista e a estreia no Brasileirão, o técnico Fernando Diniz aproveitou para ajustar algumas falhas cometidas pelo time. Além disso promoveu a entrada de Liziero no time titular no lugar de Alexandre Pato.

“Foi muito proveitoso, tivemos um tempo em Cotia, a ferida cicatrizando naquele período que foi muito difícil para a gente. Já era pra termos jogado um jogo, contra o Goiás, e não aconteceu, infelizmente. Agora temos que estar bem preparados e esquecer esses 14 dias, porque esses 14 dias foram muito importantes em relação a treinamento. Fomos cobrados. Tivemos um tempo muito bom para voltar e temos que começar o Brasileirão muito bem”, disse. 

Pablo sabe da idolatria de Rogério Ceni no São Paulo, mas espera que na quinta-feira o treinador não leve a melhor no Morumbi.

“Acho que todo jogo é especial, mas óbvio que o Rogério é um grande ídolo, ícone do São Paulo, vai ficar para sempre na história. É um cara que tem a admiração de todos aqui pela história que tem, pela carreira que construiu e por ser um ídolo grande do clube. Com todo respeito a ele, espero vencer essa partida, porque hoje estamos no São Paulo e temos que representar a camisa do São Paulo como ele representou”, finalizou. 

Foto: saopaulofc.net
Fonte: Globoespporte.com

O que achou?

Escrito por Natália Milreu