Onde estão os campeões da Copinha de 2019?

  • Thiago Couto (goleiro): é um dos goleiros do elenco profissional, ao lado de Tiago Volpi, Lucas Perri e Denis Junior;
  • Caio Felipe (lateral-direito): renovou contrato e foi emprestado ao CSA até o fim do ano;
  • Morato (zagueiro): foi vendido ao Benfica por 6 milhões de euros (cerca de R$ 27,3 milhões). O São Paulo manteve 15% de uma futura venda do atleta;
  • Tuta (zagueiro): foi vendido ao Eintracht Frankfurt (Alemanha) por 1,8 milhão de euros (R$ 7,6 milhões) por 70% dos direitos econômicos do jogador (os outros 30% ficam com o Tricolor);
  • Wellington (lateral-esquerdo): o lateral de 18 anos disputou a Copinha deste ano, na qual o São Paulo foi eliminado nas quartas de final para o Oeste;
  • Diego (volante): foi o capitão do título da Copinha de 2019 e está integrado ao elenco profissional. Também atua como zagueiro, tem 20 anos e contrato até dezembro de 2022;
  • Rodrigo Nestor (volante e meia): considerado a maior promessa da geração 2000 de Cotia, o volante iniciou sua trajetória no profissional na última quarta-feira. Tem 19 anos e contrato até novembro de 2021;
  • Paulinho (atacante): o jogador de 19 anos rompeu o ligamento cruzado do joelho durante o Brasileiro Sub-20, no ano passado. Ele está em fase final de recuperação em Cotia e começou a treinar com bola;
  • Antony (atacante): em 2019, foi usado na Copinha para ganhar rodagem e virou o grande destaque da equipe, com gols, assistências e protagonismo. É o jogador mais valorizado do elenco profissional e considerado o atleta com mais potencial de desequilibrar partidas pelo técnico Fernando Diniz. 
  • Gabriel Novaes (atacante): o atacante foi emprestado ao Barcelona B, depois ao Córdoba da Espanha e agora foi negociado com o Botafogo também por empréstimo. Ele foi o artilheiro da Copinha de 2019;
  • Fabinho (atacante): o jogador de 20 anos está sendo avaliado pela comissão técnica de Fernando Diniz para ter uma definição sobre se vai ou não renovar o contrato válido até junho;

E mais:

Elenco de 2020 está repleto de jogadores formados em Cotia
Após 23 anos, o São Paulo terá um goleiro reserva vindo da base
São Paulo está entre os cinco clubes da América do Sul que mais fornece jogadores vindo da base

Fonte: Eduardo Rodrigues e Marcelo Hazan – GE
Foto: Divulgação