in ,

O que será de Éder no São Paulo?

Eder em treino no São Paulo. (Foto: Divulgação)

Eder perdeu espaço com Crespo e tem futuro incerto no São Paulo; atacante entrou em campo apenas três vezes nos últimos nove jogos

Com contrato válido até o fim de 2022, o futuro de Eder no São Paulo para a próxima temporada é incerto, isso porque, o atacante tem sido pouco utilizado por Hernán Crespo e vê seu espaço cada vez menor após as chegadas dos argentinos Rigoni e Calleri.

Eder chegou como uma aposta da diretoria em um atacante de renome mundial, com a experiência de ter defendido clubes como a Inter de Milão e a seleção italiana.

E no início, Eder mostrou para que veio. Logo na estreia, no dia 10 de abril, um dos cinco gols na vitória sobre o São Caetano foi dele. Nos dez primeiros jogos, quase todos saindo do banco de reservas, foram quatro gols marcados.

Em determinado momento da temporada, Eder teve a melhor média de gols por partida do elenco do Tricolor. Parecia que ele seria o dono dono da posição para atuar ao lado de Luciano.

No entanto, as coisas mudaram com a chegada do argentino Emiliano Rigoni e, posteriormente, com um estiramento na coxa direita, no começo de julho.

Eder ficou um mês em tratamento, e nesse período Rigoni viveu um de seus melhores momentos com a camisa do São Paulo, com quatro gols nos sete jogos de ausência do companheiro.

Assim que retornou da lesão, Eder viu Crespo insistir na dupla Pablo e Rigoni. Em seguida, quando Luciano se recuperou de um problema na coxa, o ítalo-brasileiro passou a ter ainda menos oportunidades.

LEIA TAMBÉM:

Eder não escondeu da comissão técnica e diretoria a insatisfação, no entanto, Crespo e os diretores são-paulinos afirmam que o jogador ainda será importante na temporada e dizem entender o sentimento do atacante.

Apesar desse respaldo, Eder sabe que as chances podem ser ainda mais escassas quando Calleri estiver 100% fisicamente. Além de Luciano, Rigoni e Calleri, Eder vê Marquinhos na sua frente.

O cenário desfavorável pode fazer o vínculo de Eder com o São Paulo ser encurtado ao fim desta temporada. Em 23 jogos pelo Tricolor, o atacante tem cinco gols marcados.

Fonte: Eduardo Rodrigues / ge
Foto: Divulgação

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara