Nostalgia Tricolor: River Plate x São Paulo – Libertadores 2005

São Paulo derrota o River no Monumental de Nuñez e garante vaga na final da Libertadores de 2005!

O elenco fantástico de muita garra de 2005 ficará eternamente na memória dos torcedores são-paulinos e foi na semi-final do Tricampeonato da Copa Libertadores da América de 2005 que o São Paulo demonstrou mais uma vez sua raça e competência para vencer a América pela terceira vez!

Jogo de ida

No jogo de ida no Morumbi, o Tricolor venceu a partida por 2 x 0, com gols de Danilo aos 31 da segunda etapa e Rogério Ceni de penalti aos 43 do segundo tempo, garantindo uma boa vantagem para o jogo de volta na argentina, na casa do River Plate – O Monumental de Nuñez!

Jogo de volta

Para o São Paulo bastava o empate para a classificação, até uma derrota por um 1 gol ou por uma diferença que o gol marcado fora de casa levasse o Tricolor para a final era o necessário para colocar o São Paulo 11 anos depois em uma final de Libertadores!

+ Confira outros jogos históricos do Tricolor!

Estádio lotado, com todos os ingredientes que os argentinos fazem quando estão ao lado de sua torcida, mas desta vez os hermanos estavam em desvantagem e enfrentariam o futuro Tri Campeão Mundial.

Paulo Autori utilizou o mesmo esquema tático mais fechado, buscando a valorização do meio de campo (lembrando que o São Paulo tinha duas formações táticas na Libertadores, 4-4-2 e 3-5-2).

O time veio escalado com Rogério Ceni no gol, na zaga: Lugano mais centralizado, Fabão e Alex, no meio tinha Josué de volante, as alas eram compostas por Júnior pela esquerda e Mineiro pela direita também cumprindo o papel de volante, mais adiantado tinha desta vez Souza e ao lado dele o armador Danilo, no ataque Amoroso e Luizão!

O Tricolor tinha muita qualidade e não ficou esperando o River jogar para encaixar contra-ataque, logo aos 11 minutos do primeiro tempo em escanteio cobrado pelo habilidoso Souza, Danilo aproveitou e subiu de cabeça para abrir o placar! Após uma multidão de jogadores na grande área do River, São Paulo 1 x 0!

O São Paulo abriu uma vantagem de três gols e obrigou o River a se lançar ao ataque, até que aos 35 minutos do segundo tempo, o River sofreu uma falta no lado direito do campo e com muita pressa lançou a bola na área, a zaga do São Paulo ainda não estava recomposta e a bola caiu no peito de Farias que dominou entre os zagueiro e bateu forte no canto de R.Ceni, 1×1.

O River era liderado pelo camisa 10 Gallardo que acertou uma bola no travessão de Rogério que nada pode fazer com um chute preciso que por sorte acertou o poste superior do camisa 1.

O River queria mais, e novamente Gallardo chutou muito bem, mas viu Rogério Ceni se esticar todo e espalmar para escanteio no chute preciso do camisa 10 no lado direito do arqueiro Tricolor aos 40 do primeiro tempo!

O segundo tempo começou com pressão dos argentinos e em um rebote da zaga Tricolor, Sambueza chutou forte no centro do gol, mas Rogério segurou firme e já iniciou o contra-ataque com Alex que deu um chutão lançando Luizão no centro do ataque que de cabeça tocou para Júnior que vinha correndo pela esquerda, o São Paulo ficou em um 3 contra 2, então Júnior carregou e viu Amoroso que corria livre lá pelo lado direito e com muita precisão em um toque rasteiro tocou para Amoroso encher o pé no centro do gol, 2 x 1 São Paulo!

+ Conheça a história de craques que vestiram o Manto vermelho preto e branco!

243050-0114-ga

O River continuou pressionando e Diogo após um bate-rebate na zaga o zagueiro chutou forte no travessão de Rogério que estava na bola.

O Tricolor aproveitou a qualidade do meio de campo para trabalhar a bola e numa jogada que começou com Júnior pela direita se livrando de dois jogadores argentinos fez a bola chegar ao lado esquerdo do campo no pé de Josué para Mineiro e Souza que lançou Danilo que partiu para cima da marcação de Amelli e em um drible desconcertante deixou o defensor no chão, cruzando para Luizão que cabeceou para o goleiro Constanzo dar rebote e Mineiro completar para o fundo da rede, mas o gol foi anulado de forma errada pelo juiz que alegou que o camisa 7 tirou a bola da mão do goleiro, sendo que a bola em jogo…

243049-0690-ga

Gallardo arriscava chutes de fora da área mas Rogério fez uma parede no gol Tricolor. A torcida do River começou a atirar pedra nos Tricolores presentes no estádio que tiveram que deixar o jogo. Mas os 2 x 1 não eram o bastante e os 34 minutos Souza driblou o defensor argentino na ponta direita e rolou para Fabão encher o pé em uma bola que desviou em Mascherano (freguês do Tricolor) e enganou Constanzo, 3 x 1 e a vaga na final era questão de tempo!

Aos 39 o River ainda descontou com Salas em um chute cruzado no lado esquerdo de Rogério que se esticou, mas por pouco não chegou na bola, um chute muito preciso, tarde demais para os argentinos e por 3 X 2 o São Paulo era o finalista da Libertadores contra o Atlético-PR, após um jogaço na Argentina!

Confira o jogo na íntegra:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *