Na primeira fase, o Tricolor do Morumbi caiu no grupo 2, com Palmeiras, Guarani, Portuguesa, São José, Corinthians, Bragantino, Santos, Santo André, Juventus e São Bento e não engrenou

Após fazer uma campanha no máximo mediana no seu grupo, com nove vitórias, oito empates e quatro derrotas, o São Paulo garantiu sua classificação para a etapa seguinte terminando na quinta colocação, vale lembrar que a primeira fase do Paulistão naquele ano teve dois grupos com 11 times em cada chave.

Na segunda fase foram formadas quatro chaves com três clubes disputando apenas uma vaga para as semifinais. O São Paulo caiu no grupo 4 com Guarani e Internacional de Limeira, dessa vez o time do Morumbi fez uma campanha mais consistente com duas vitórias e dois empates, assim garantiu sua classificação as semifinais com seis pontos ganhos.

Nas semifinais, o Tricolor se impôs, com duas vitórias por 1 a 0 e 2 a 0, garantiu sua vaga nas finais do Paulistão. Já na outra semifinal, o São José continuou surpreendendo e passou pelo Corinthians.

Na final, o São José complicou a vida do São Paulo. Na partida de ida o Tricolor paulista venceu por 1 a 0, com gol marcado contra aos 41 minutos do segundo tempo. Já na volta um empate sem gols no estádio do Morumbi garantiu o título.

Com isso, o Tricolor chegava à marca de 16 títulos estaduais na sua história e ultrapassava o Santos. O Tricolor na época era comandado por Carlos Alberto Silva.

O CAMPEONATO

Com 22 times divididos em dois grupos de 11, as equipes se enfrentariam primeiro fora do grupo e, na sequência, dentro. Doze estariam classificados à próxima fase – 4 do Grupo I e 8 do Grupo II -, onde seriam divididos em quatro grupos com três equipes. As primeiras colocadas se enfrentariam em semifinais.

Procurando maximizar o valor dos gols, os pontos conquistados por vitórias ou empates estariam atrelados ao número de gols marcados. Vitória com marcação de três ou mais gols, independente da diferença de saldo, valeria três pontos; vitória com um ou dois gols valeria dois pontos; empate com gols renderia um ponto para cada; e no empate sem gols, haveria disputa por pênaltis rendendo um ponto ao vencedor e nada ao derrotado. Essa pontuação diferenciada era válida somente para a primeira fase.

Essa última medida deu emoção a diversos jogos, uma vez que 39 partidas foram decididas desta maneira, muitas envolvendo grandes equipes e outras se estendendo, com 8 a 7, 6 a 5 e etc. O São Paulo disputou cinco vezes um ponto nas penalidades, perdendo três e vencendo duas.

OS FINALISTAS

Quinto colocado no Grupo II da primeira fase, o São Paulo enfrentaria o Guarani e a Inter de Limeira na fase seguinte, se classificando com duas vitórias e dois empates.

O São José, por sua vez, enfrentaria o União São João e a Portuguesa, com quem empatou em todos os critérios e garantiu a classificação por ter melhor campanha na fase anterior.

Para chegar à decisão, o time da capital enfrentou o Bragantino, enquanto o interiorano precisava superar o Corinthians, atual campeão. Com duas vitórias, o time do Morumbi superou o de Bragança Paulista, enquanto na outra semifinal houve mais emoção. Fazendo valer o favoritismo, o Corinthians venceu por 2 a 0 a primeira partida e encaminhava nova decisão diante do rival São Paulo.

Mas, no jogo da volta em São José dos Campos aconteceu a grande surpresa. Com gol de Tita logo aos três minutos, o São José levou a decisão para a prorrogação e nela, com gols de Toni aos 7 minutos do primeiro e 12 do segundo tempo, garantiu vaga na decisão.

Campanha do título

29J 14V 11E 4D 37GM 16GS 21SG

1ª fase

19/02/1989 São Paulo 3 x 1 XV de Jaú
23/02/1989 XV de Piracicaba 1 x 0 São Paulo
01/03/1989 São Paulo 3 x 0 Mogi Mirim
04/03/1989 Noroeste 1 x 3 São Paulo
12/03/1989 São Paulo 4 x 1 América
22/03/1989 União São João 0 x 0 São Paulo (4×2)
26/03/1989 São Paulo 0 x 0 Catanduvense (4×2)
29/03/1989 Novorizontino 0 x 0 São Paulo (7×8)
02/04/1989 Inter de Limeira 0 x 0 São Paulo (3×0)
05/04/1989 Botafogo 0 x 1 São Paulo
09/04/1989 São Paulo 1 x 1 Ferroviária
15/04/1989 São José 0 x 0 São Paulo (5×3)
19/04/1989 Juventus 0 x 4 São Paulo
23/04/1989 Portuguesa 1 x 1 São Paulo
30/04/1989 São Paulo 1 x 1 Palmeiras
04/05/1989 Bragantino 1 x 0 São Paulo
07/05/1989 São Paulo 0 x 2 Corinthians
14/05/1989 São Paulo 1 x 0 Guarani
18/05/1989 Santos 2 x 1 São Paulo
21/05/1989 São Paulo 3 x 0 São Bento
27/05/1989 São Paulo 1 x 0 Santo André

2ª fase

03/06/1989 São Paulo 1 x 1 Guarani
07/06/1989 Inter de Limeira 1 x 1 São Paulo
15/06/1989 São Paulo 1 x 0 Inter de Limeira
17/06/1989 Guarani 2 x 3 São Paulo

Semifinal

21/06/1989 Bragantino 0 x 2 São Paulo
24/06/1989 São Paulo 1 x 0 Bragantino

Final

28/06/1989 São Paulo 1 x 0 São José
02/07/1989 São Paulo 0 x 0 São José


Jogo do título

São Paulo 0x0 São José

Local: Estádio Cícero Pompeu de Toledo, Morumbi;
Data: 2 de julho de 1989;
Público: 97.965 pessoas;
Renda: NCz$ 530.160,00;
Árbitro: José de Assis Aragão;

São Paulo: Gilmar; Zé Teodoro, Adilson, Ricardo Rocha e Nelsinho; Vizoli, Bobô (Benê) e Raí; Mário Tilico, Nei (Bernardo) e Edivaldo.
Técnico: Carlos Alberto Silva.

São José: Luiz Henrique; Marcelo, Juninho, André Luís e Joãozinho; Delacir, Fabiano (Wilson) e Vander; Donizete (Henrique), Toni e Tita.
Técnico: Ademir Melo.

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara