in ,

Ministério Público de São Paulo denunciou torcedores por conta do ataque ao ônibus do Tricolor

Ministério Público de São Paulo denunciou 15 torcedores por conta do ataque ao ônibus do Tricolor

15 torcedores foram denunciados pelo Ministério Público de São Paulo por conta ao ataque ao ônibus do Tricolor

Contra 14 deles, a denúncia é por associação para cometer crimes, destruir coisa alheia com substância inflamável ou explosiva, opor-se a ato legal mediante violência (no caso, entraram em conflito com policiais militares ao serem localizados), ofender a integridade corporal de alguém e promover tumulto em evento esportivo.

LEIA MAIS
Raí e Diniz se despediram do grupo nesta terça-feira, no CT da Barra Funda
Quem você quer que seja o novo treinador do Tricolor?
André Villas Boas fica livre no mercado

Outro torcedor, Bruno Silva Arcanjo, diretor-geral da Independente, principal torcida organizada do São Paulo, foi denunciado apenas por associação para o crime. .

O inquérito policial relata que quando os outros 14 torcedores foram detidos num galpão, com munição que incluía bombas caseiras, ventilou-se a informação de que Arcanjo seria o autor intelectual do atentado, porém, não é explicado quem teria ventilado a acusação.

A denúncia foi apresentada nesta segunda (1°) pela promotora Monize Flávia Pompeo. “Não há dúvidas, portanto, de que os denunciados, integrantes ou simpatizantes da Torcida Tricolor Independente, juntamente com outras pessoas ainda não identificadas, associaram-se com o escopo de cometer os crimes ora narrados”, diz a promotora em seu pedido.

Foto: Reprodução
Fonte: UOL Esporte

O que achou?

Escrito por Natália Milreu