Michel Bastos deixa o futebol. Sentirá falta?

Aos 36 anos, Michel Bastos encerrou a trajetória como jogador de futebol; passagem pelo Tricolor não foi como esperada

Na manhã desta segunda-feira (8), o agora ex-meia anunciou aposentadoria por meio das redes sociais e agradeceu a todos por onde passou. 

“Não tenho palavras para descrever o que representa o futebol profissional na minha vida, mas chegou o tão difícil momento de me despedir (…) Agradeço os treinadores, colegas de trabalho e funcionários de todos os clubes que passei. Cada um de vocês foi muito importante na minha trajetória. Tenho o maior orgulho de dizer que foi meu início na minha cidade natal que me possibilitou chegar ao futebol europeu e até a Seleção Brasileira”, escreveu o ex-jogador.

Michel Bastos estava sem clube desde setembro deste ano, quando terminou o seu contrato com o América-MG. Ao longo de 17 anos, ele atuou por diversos clubes do Brasil e exterior.

Após iniciar a carreira no Pelotas em 2002, Michel Bastos passou por Feyenoord-HOL, Excelsior-HOL, Athletico-PR, Grêmio e Figueirense. Em 2006, ele chegou à França, onde viveu um dos seus melhores momentos. Lá, vestiu as camisas de Lille e Lyon, e conseguiu chegar à seleção brasileira para a disputa da Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.

Após deixar o futebol francês, Michel passou por Schalke 04-ALE, Al Ain-EAU e Roma-ITA, antes de retornar ao Brasil. 

No dia 13 de agosto de 2014, viajou para o Brasil para acertar negociação com o São Paulo. No dia 13 de abril de 2016, completou 100 jogos com a camisa do São Paulo num jogo contra o River Plate, pela Libertadores.

Já no dia 1 de novembro de 2016, após vários acontecimentos, como a invasão da torcedores ao CT do São Paulo, a relação de Bastos com o clube foi se deteriorando, o que culminou com a declaração do presidente do Tricolor, Leco, de que o a intenção é utilizar o atleta, em 2017, como “moeda de troca”. Desse modo, o meio-campista encerrou seu ciclo no clube. No dia 31 de dezembro de 2016, após rescindir com o São Paulo, acertou com o Palmeiras. 

Após sua passagem pelo vizinho de CT, Michel Bastos ainda passou por Sport e América-MG antes de deixar o futebol

Com a camisa Tricolor, entre 2014 e 2016, foram 120 jogos, 22 gols e alguns fatos grotescos, como o de mandar a gente calar a boca após ele marcar um gol.

Mas também teve alguns momentos bons, como nesse gol contra o Atlético-MG na Libertadores de 2016.

View this post on Instagram

Não tenho palavras para descrever o que representa o futebol profissional na minha vida, mas chegou o tão difícil momento de me despedir. Quando era pequeno via meu pai jogar e sonhava em ser como ele. Mas, com a permissão de Deus, cheguei muito além do que imaginava. Só tenho a agradecer aos meus pais, dona Elisabete e seu Argeu Bastos, que sempre me mostraram o caminho certo para ser uma pessoa de caráter. Obrigado a todos meus familiares, minhas irmãs, tios, tias, primos e avós. Reservei um espaço para uma dedicatória especial para a minha tia Neuza e tio Alcides (que Deus o tenha) pelo que fizeram por mim lá no começo, me acolhendo me dando casa, comida, estudo e o mais importante, muito amor e carinho! Agradeço os treinadores, colegas de trabalho e funcionários de todos os clubes que passei. Cada um de vocês foi muito importante na minha trajetória. Tenho o maior orgulho de dizer que foi meu início na minha cidade natal que me possibilitou chegar ao futebol europeu e até a Seleção Brasileira. Por isso, obrigado especial ao @ecpelotas ! Minha gratidão também ao Excelsior, @feyenoord , @athleticoparanaense, @gremio, @figueirenseoficial, @losclive,@ol, @s04, @officialasroma, Al Ain,@saopaulofc, @palmeiras,@sportrecife e América Mineiro, clubes que tive a honra de defender ao longo desses anos. Torcedores e fãs, valeu!! Cada incentivo e gesto de carinho me deram forças para atingir todos meus objetivos. Hoje um capítulo se acaba, mas outros começam e também prometem ser cheios de alegrias e emoções. É como estar assistindo Netflix: quando a série e boa a gente continua acompanhando as outras temporadas, então seguirei aqui contando com o carinho de vocês. Continuarei protagonizando meus próximos capítulos de uma outra forma, cuidando da minha família, que hoje é o meu bem maior. Para finalizar, minha enorme gratidão à minha esposa Letícia, que está comigo há 15 anos, desde lá do começo de tudo, roendo o osso! OBRIGADO, POLACA, por sempre ter estado ao meu lado! Não posso esquecer, lógico, dos meus dois amores que são meus filhos, Lucas e Valentina. Foram vocês que me fizeram crescer e me tornar o homem que sou hoje. TE AMO, FUTEBOL!!! OBRIGADO POR TUDO!!

A post shared by Michel Bastos (@mb15oficial) on