in ,

Médico da CBF explica adiamento de Goiás x São Paulo

O presidente da comissão médica da CBF, Jorge Pagura, explicou o adiamento do jogo entre Goiás e São Paulo, neste domingo, no estádio da Serrinha, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro. A CBF tomou a decisão após dez jogadores do Goiás testarem positivo para a Covid-19.

Horas antes da partida, o Goiás entrou com um pedido na entidade e no STJD para que a partida fosse adiada.

“Tão logo quando ficou esclarecido que os resultados saíram, que o Goiás tinha dez jogadores com PCR positivo, nós começamos a entrar em contato com o departamento médico do Goiás. O Goiás solicitou, com o direito que tem, fazer a contraprova. Nós aguardamos os resultados. Para não haver prejuízo do jogo e para o próprio São Paulo, ficamos ao máximo no período de espera. Perto do horário de tomar a decisão chegou o resultado dos dez positivos. Nessa hora vale a saúde. PCR positivo não participa, só com teste negativado pode participar do jogo”, disse o presidente da comissão médica da CBF, Jorge Pagura, ao SporTV.

Após a confirmação do adiamento, o São Paulo se posicionou favorável à decisão 

O São Paulo chegou a entrar em campo, porém, foi informado pela equipe de arbitragem que não haveria partida. Os novos jogadores convocados às pressas pelo Goiás não passaram pelos testes de Covid-19.

A CBF ainda não se manifestou sobre a nova data da partida.

Fonte: GE
Foto: Edu Andrade-Estadao

O que achou?

Escrito por Rodrigo Alcântara